Ivinhema - MS, terça-feira, 17 de outubro de 2017

10º min
26º min



Publicado em: 13/09/2016 às 08h43

Jornal distorce fatos e verdadeiro investigado pelo Ministério Público é o atual Prefeito de Fátima do Sul


Fatima em Dia

Foto: Washington Lima

Alguns jornais na internet veicularam hoje matéria alegando que a candidata a Prefeita de Fátima do Sul, Sra. Ilda Salgado Machado, fora condenada pelo Tribunal de Contas da União – TCU, bem como estaria sendo investigada pelo Ministério Público Estadual. Ambas as matérias são falsas.

 

Primeiramente, se Ilda Machado tivesse sido condenada pelo TCU não poderia sequer disputar o pleito municipal. Não bastasse isso, como se verifica do Acórdão exarado no processo n. 003.635/2012-0, na data de 23 de julho de 2014, Ilda Salgado Machado foi absolvida da imputação, nada devendo aos cofres públicos.

 

Já a matéria que declara que Ilda Machado está sendo investigada pelo Ministério Público Estadual também é inverídica. Conforme Despacho do Promotor Romão Ávila Milhan Junior, datado de 20 de junho de 2016, no Procedimento Preparatório n. 11/2015, o mesmo foi convertido em Inquérito Civil, tendo sido acatada a defesa de Ilda Machado e, por conseguinte, a mesma foi excluída do processo, passando o Inquérito a apurar eventual prática de ato de improbidade administrativa por parte do atual gestor do Município de Fátima do Sul, Sr. Eronivaldo da Silva Vasconcelos Junior.

 

Assim, quem está sendo investigado pelo Ministério Público Estadual é o atual Prefeito Municipal, Junior Vasconcelos, por descumprir decisão proferida pelo Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul, uma vez que não efetuara a exoneração e extinção de cargos públicos, indevidamente criados por Dilson Deguti Vieira, bem como por não controlar e fiscalizar as requisições de abastecimento de combustíveis, além de não implantar medidas para controle adequado da frota sobre abastecimentos, manutenções e outros.