Ivinhema - MS, terça-feira, 22 de agosto de 2017

10º min
26º min



Publicado em: 04/03/2017 às 08h30

Em poucas horas, dois morrem atropelados na Capital

No segundo caso, mulher de 55 anos foi atropelada por carro


- Correio do Estado

Foto: Bruno Henrique/Correio do Estado

Mulher não resistiu aos ferimentos

Maria de Fátima Rodrigues Lescano, de 55 anos, morreu na noite de ontem (3) após ser atropelada na rua Rio Brilhante cruzamento com a Avenida Nasri Siuf, no bairro Vila São Jorge da Lagoa em Campo Grande. Ela morreu cerca de 2 horas depois de outro atropelamento ter terminado em morte, também na Capital. 

 

Segundo informações do boletim de ocorrência, o condutor do veículo Cobalt, de 49 anos, seguia pela avenida quando a vítima realizou a travessia no cruzamento com a rua Rio Brilhante. O condutor não conseguiu desviar da vítima. O motorista do carro ficou no local para prestar atendimento, mas a mulher morreu na hora.

 

De acordo com a perícia, foi constatado que o veículo trafegava acima da velocidade permitida na via e que o motorista teve resultado positivo para embriaguez no teste do bafômetro. O condutor, no entanto, auxiliou no socorro a vítima, acionando o resgate e cooperando com o trabalho da polícia.

 

A filha da vítima informou à polícia que a mãe morava sozinha, era aposentada e passava por problemas de álcool e drogas. O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário do bairro Piratininga.

 

PRIMEIRO CASO

Horas antes, homem de pouco mais de 50 anos que ainda teve identificação divulgada morreu ao ser atropelado na BR-163, no anel rodoviário da Capital.

 

O carro que atingiu a vítima era conduzido por um policial rodoviário federal, que ficou no local para prestar socorro. A vítima morreu antes mesmo da chegada do socorro. O caso será apurado pela Polícia Civil.