Ivinhema - MS, terça-feira, 22 de agosto de 2017

10º min
26º min



Publicado em: 01/06/2017 às 09h59

Frente avança na construção de propostas voltadas aos Idosos


Assessoria

Foto: Wagner Guimarães

Deputados e entidades também debateram ações de regionalização das instituições de longa permanências de idosos no Estado

A Frente Parlamentar da Pessoa Idosa avançou nesta semana na construção de políticas públicas voltadas ao público da terceira idade. Na reunião ordinária realizada na quarta-feira, os representantes do Detran (Departamento de Trânsito de Mato Grosso do Sul) e do Coegemas-MS (Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social de Mato Grosso do Sul) apresentaram programas voltados aos Idosos durante o evento.

 

Na ocasião, a professora Marlene Alves Nogueira Rondon explicou o Programa “Detran vai aonde o Idoso está”, de autoria da Diretoria de Educação de Trânsito do Detran/MS. "Consiste na conscientização de idosos, cuidadores e familiares sobre a dificuldade que as pessoas idosas têm com o trânsito. Essa Frente Parlamentar veio dar uma sacudida neste tema”, ressaltou Marlene.

 

O presidente do Coegemas-MS, Sergio Wanderly, falou sobre a dependência e os desdobramentos das políticas públicas e a necessidade de regionalização das Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI). Segundo dados apresentados por ele, a pirâmide populacional se inverteu. São cada vez mais idosos, e isso, aqui em Campo Grande, representa falta de estrutura e equipamentos, além de escassez de recursos.

 

Sergio Wanderly também afirmou que o momento vivido pela Seguridade Social no país é arriscado. “A política da Assistência Social no Brasil também atinge os idosos. As sugestões que trago são a regionalização dentro da Assistência Social, o serviço de atendimento domiciliar e a implantação do Centro Dia, com atendimento no período diurno aos idosos em situação de vulnerabilidade social”, explicou o presidente.

 

O deputado estadual Renato Câmara (PMDB), coordenador da Frente Parlamentar, ressaltou a importância da instalação do Centro Dia. “O assunto é pertinente e ainda há muito que avançar. O Centro Dia é uma ação fundamental, pois quando iniciamos essa Frente um dos debates foi o exemplo do ‘Conviver’, de Ivinhema. É necessário propiciar um projeto piloto para instalar os ‘Conviveres’, em vários municípios, e isso ampliaria os atendimentos aos Idosos no Estado”, registrou o coordenador.

 

Foram visitadas a Associação Asilo São João Bosco, a Universidade da Melhor Idade (Umi), da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), e o Conselho Estadual do Idoso. Não foi encontrada nenhuma irregularidade nas três instituições, com destaque para a Umi, que iniciou no ano de 1998, com a participação de 30 idosos e hoje conta com mais de 350 alunos. São mais de duas mil pessoas que já passaram pelo programa. Também são membros da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos das Pessoas Idosas os deputados Herculano Borges (SD), Beto Pereira (PSDB) e Marcio Fernandes (PMDB).