Ivinhema - MS, terça-feira, 12 de dezembro de 2017

10º min
26º min



Publicado em: 01/06/2017 às 13h47

NOVO HORIZONTE DO SUL: Internautas questiona empreiteira investigada em fraude licitação e ‘contratos’ da prefeitura


Ivinoticias

Foto: Ivinoticias

Buracos estão custando caro em Novo Horizonte do Sul

Internautas não param de questionar a quantidade de contratações de serviços e de aquisição de produtos feitos com dispensa de licitação por parte da Prefeitura de Novo Horizonte do Sul, como também um contrato de execução de serviço de recapeamento com lama de pavimentação asfáltica, ainda sendo uma empresa que já foi que já foi investigada pela Operação Uragano supostamente ligada a uma quadrilha que fraudava licitações públicas em outro município do estado.

 

Conforme apurou o Site Ivinoticias, dois contratos que chama atenção dos internautas, o primeiro é um que foi dispensado da licitação, sendo que o prefeito Marcilio Benedito (PDT) contratou a empresa sem dar chances de outras concorrerem, no qual a empreiteira Planacon Construtora ltda de Dourados foi contratada para o fornecimento de 26 toneladas de CBUQ (Concreto Betuminoso Usinado a Quente) para “Operação Tapa-Buracos”, no valor de R$ 7.020,00 (sete mil e vinte reais), não especificando as ruas contempladas.

 

APENAS 2 RUAS

 

Já o contrato número 043/2017, a Prefeitura Municipal de Novo Horizonte do Sul, contratou a empresa Marpav Construções e Comércio Ltda Epp, para executar serviço de recapeamento com lama de pavimentação asfáltica nas Ruas Santa Fé e Rua dos Lírios, no valor de R$ R$ 67.652,28 (sessenta e sete mil, seiscentos e cinquenta e dois reais e vinte e oito centavos). Que chamou atenção de moradores, já que o valor alto vai servir apenas para duas ruas como especificado pelo contrato.

 

Os internautas além de questionar os valores que para eles devem ser investigados pelo Ministério Publico, espera que as vias sejam feitos um serviço de qualidade e com o dinheiro publico gasto de forma justa.

 

OUTRO LADO

 

A reportagem tentou contato e ainda foi enviado um e-mail com os questionamentos, para assessoria, mas não responderam nenhum de nossos contatos ate o fechamento da matéria.