Ivinhema - MS, terça-feira, 17 de outubro de 2017

10º min
26º min



Publicado em: 06/06/2017 às 14h30

Chamada de 'cigarreira', deputada quer imagens para processar servidores

Mara Caseiro disse que contrabando é comum em sua região


- Midiamax

Irritada com os protestos de servidores que cantaram ‘boi da cara preta’ durante a sessão desta terça-feira (6), a deputada Mara Caseiro (PSDB) chegou a bater boca com alguns dos presentes na sessão, que a chamaram de ‘cigarreira’.

 

A tucana explicou o porquê da ofensa. “Porque a nossa região (ela é ex-prefeita de Eldorado, no Conesul do Estado) tem muito contrabando de cigarros, e ai ficam falando esse monte de besteira, querendo atribuir essas coisas a gente”, frisou.

 

A deputada não gostou das ofensas e disse que vai solicitar da direção da Casa as imagens do circuito interno de TV para tentar identificar os presentes que teriam lhe ofendido.

 

“Vou avaliar todas as imagens e se mentir difamada vou entrar com ação contra as pessoas que estavam pronunciando nomes de baixo calão e ofendendo minha pessoa”, declarou Mara.

 

As imagens de TV também servirão para que a deputada avalie um eventual pedido de investigação na comissão de ética contra o colega Pedro Kemp (PT), que a chamou de ‘louca’ depois que ela disse que os protestos eram influenciados pelo Partido dos Trabalhadores.

 

“É que toda vez que a gente fala um a verdade, que o grande chefão de toda corrupção de nosso país foi o Lula (ex-presidente da República), ele (Kemp) fica revoltado e querendo bater nas pessoas”, finalizou Mara Caseiro.