Ivinhema - MS, segunda-feira, 26 de junho de 2017

10º min
26º min



Publicado em: 09/06/2017 às 13h17

IVINHEMA: Secretaria de Saúde esclarece vacinação contra a gripe H1N1


- Assessoria

A secretaria de saúde de Ivinhema vem através desta, esclarecer os fatos que estão sendo comentados e divulgados no município.

 

O Conselho de Secretários Municipais de Saúde de Mato Grosso do Sul – COSEMS/MS se posiciona contra a determinação do Ministério da Saúde de estender a vacinação para toda a população a partir desta segunda-feira (05/06/2017).

 

O COSEMS/MS defende e alerta sobre a importância do público-alvo ainda ser imunizado para evitar a gripe e seus possíveis agravamentos.

 

É importante que o público alvo da campanha se vacine neste período para ficar protegida quando o inverno chegar. A vacina demora 15 dias para fazer efeito no organismo e deve continuar voltada apenas para o público alvo da campanha: crianças de 6 meses a 4 anos, gestantes, mulheres que tenham tido parto há menos de 45 dias, idosos a partir de 60 anos, doentes crônicos (mediante prescrição médica), profissionais de saúde, indígenas e professores das redes pública e privada de ensino até a data prorrogada: próxima sexta-feira, dia 9 de junho.

 

A medida vem sendo adotada, inclusive por outros Estados do País. Até agora segundo dados do próprio Ministério da Saúde, em Mato Grosso do Sul apenas 67,8% da população alvo foi vacinada.

 

A ampliação da oferta da vacina da gripe para a população em geral dependerá do envio de novas doses por parte do Ministério da Saúde, já que o quantitativo disponível no momento não é suficiente para atender toda nossa população.

 

Sendo assim o COSEMS/MS orienta os Municípios do Estado a cumprir com a determinação de vacinar os grupos prioritários até o dia 09 de Junho, já que a meta é imunizar, no mínimo, 90% da população alvo.

 

A secretaria de saúde, como diversas outras cidades está aguardando o recebimento da vacina para prosseguir com a campanha de vacinação, desmistificando assim, qualquer comentário de que o pedido da vacina não tenha sido feito.