Ivinhema - MS, quarta-feira, 22 de novembro de 2017

10º min
26º min



Publicado em: 11/09/2017 às 09h15

PMA prende três caçadores com animal abatido, 11 cachorros de caça e seis armas e munições ilegais


Ivinoticias

Foto: PMA

Armas e animais apreendidos pela PMA

Policiais Militares Ambientais de Batayporã realizavam patrulhamento terrestre no município, durante a operação Independência, e abordaram hoje (9) de madrugada um veiculo VW saveiro, com placas de Batayporã, onde foram encontradas armas, munições, 11 cachorros de caça e 7,5 kg de carne de um animal abatido.

 

No veículo estavam três indivíduos, que retornavam de uma caçada, segundo eles, em uma fazenda no município e que o animal abatido seria um javaporco, animal com caça permitida, porém, sem permissão de transporte da carne, por questões sanitárias.

 

Com os infratores, residentes nos assentamentos São João e São Luiz, em Batayporã, foram apreendidas: três espingardas, sendo duas calibre 32 e uma calibre 36, dois rifles calibre 22 e um revólver calibre 38 carregado com cinco munições, e cinco munições calibre 32 e duas munições calibre 36, além da carne, dos cachorros e o veículo. As armas e munições não possuíam documentação.

 

Os infratores receberam voz de prisão e foram encaminhados, juntamente com o material apreendido, à delegacia de Polícia Civil de Batayporã, onde foram autuados em flagrante por porte ilegal de arma. A pena pelo porte ilegal de arma é de dois a quatro anos de detenção. 

 

A carne será periciada. Caso se comprove que seja de animal silvestre, os três presos também responderão por crime ambiental de caça ilegal. A pena para a caça é de seis meses a um ano de prisão, aumentada de meio ano, se for animal silvestre constante na lista de espécies em extinção.

 

Os infratores também poderão ser autuados administrativamente e multados em R$ 5.000,00 se for animal silvestre em extinção e R$ 500,00 se não constar da lista de espécie em extinção.