Ivinhema - MS, quarta-feira, 22 de novembro de 2017

10º min
26º min



Publicado em: 19/10/2017 às 14h43

ANGÉLICA: Prefeitura realiza prestação de contas aos vereadores


- Assessoreia

Foto: Assessoria

Prefeito Roberto Cavalcante

 

O prefeito Roberto Silva Cavalcanti, na última segunda-feira (16), fez uso da tribuna em sessão ordinária na Câmara Municipal de Angélica, a fim de prestar alguns esclarecimentos à população e responder alguns questionamentos dos vereadores.

 

Concurso

Iniciou esclarecendo um mal-entendido que aconteceu em relação a sua reposta para a vereadora Ana Aparecida Barbosa, em relação a convocação dos aprovados no concurso. Ele explicou que em virtude de estar cumprindo um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) elaborado pelo Ministério Público em agosto de 2016, que não pode atender o pedido da mesma. Porém, o mesmo tem vencimento em 31 de outubro. Desta forma, todos os contratados que tiverem aprovados e conseguido uma classificação dentro dos cargos ofertados, serão convocados e chamados até o vencimento do concurso. Já para os demais, o prefeito disse que irá reunir-se com a secretaria de administração e elaborar um novo processo seletivo. Aprovou que explicava sobre o TAC e justificou o porquê ainda finalizou as operações “Tapa Buraco”, varrer as ruas da cidade, tampar os buracos no Distrito de Ipezal e fazer o estacionamento que foi solicitado

 

Diárias

Com relação as diárias das suas idas a Campo Grande desde o início da sua gestão, que foi questionado pela vereadora Marieta Pereira de Souza. Ele explicou que de janeiro até setembro, foram utilizadas 41 diárias. Ressaltou que em maio houve a necessidade de uma maior utilização, pois precisou ir a Brasília em busca da readaptação do projeto que está sendo licitado. O prefeito informou que as diárias incluem também o deslocamento e hospedagem, e em cidades comoBrasília o valor acaba sendo alto.

 

Reforma

Sobre a reforma da Avenida Rachid Neder e do Clube C.S.U., ele informou que no último domingo saiu na União a emenda do Senador Moka, solicitada em 2014 no valor de R$ 2.200.000,00 (Dois milhões e duzentos mil reais) destinada para a reforma da avenida com galeria e asfalto, e o valor de R$ 602.000,00 (Seiscentos e dois mil reais) para a reforma do clube C.S.U. Ambas já haviam sido solicitadas muitas vezes por diversos vereadores.

 

TV Morena

Já o sinal que era transmitido pela TV Morena saiu fora do ar, deixando diversos moradores sem transmissão nenhuma em sua residência. Desta forma diversas pessoas foram procurar os vereadores para que pudessem de alguma forma, tomar uma atitude.

 

O caso chegou até o prefeito que relatou que quando a torre deu problema, o mesmo esteve em Campo Grande para acertar esta questão, onde até se disponibilizou para doar a torre. Segundo o prefeito, um técnico veio até a cidade, porém disse que eles não tinham a antena que daria o alcance de receptação e repetição de sinal, e que demoraria no mínimo 30 dias para entregar.

 

Sendo assim, o prefeito entrou em contato com a empresa Alphasys e pediu ajuda para que a mesma levantasse a torre ao lado, porém este processo ainda não ficou pronto, uma vez que para sustentar uma antena de 40 metros, a torre precisaria de um estudo bem elaborado. Assim, a nova torre irá subir ao lado da atual, onde após estar pronta, a equipe da TV Morena irá amarrar a torre antiga, tirar a antena e colocar na torre nova.

 

Transporte

Na ocasião o prefeito deixou registrado um fato ocorrido com o ônibus escolar da cidade no dia 9 de novembro, para justificar seu atual estado. O ônibus levou os alunos para disputarem a copa, a qual foram campeões, e algumas pessoas não souberam lidar com a derrota e apedrejaram as janelas do veículo, as quais acabaram quebrando. A situação foi informada ao prefeito apenas no retorno dos alunos ao município.

 

Questionado pelo vereador Adão Gonçalves se o recebimento da verba da merenda e transporte escolar vem sendo da forma correta, o prefeito justificou que por conta de um impasse deverá começar a entrar esse mês. Isso ocorreu em virtude de algumas documentações que não foram prestadas contas no ano passado e que repercutiu no repasse da administração atual, mas frisou que já está sendo trabalho isso. E que por enquanto é a prefeitura que está bancando com recursos próprios o transporte escolar em Angélica, e que em novembro vem a parcela de contribuição.

 

Saúde

Em resposta ao vereador, Almir Fagundes que questionou a falta de medicamentos na farmácia de Saúde Básica, o prefeito explicou que solicitou para a secretária de saúde levantar todos os medicamentos e verificar de quais tipos de medicamentos os médicos necessitam. Sendo assim, fizeram as licitações e os medicamentos foram comprados, “Estamos com quatro novos médicos, um no ESF Nações, um em Ipezal, um no ESF Vila Esperança e um no ESF Central, e cada um tem uma ideologia de trabalho, pois um prefere um medicamento e o outro prefere outro, isso traz dificuldade para atender a demanda da população. Mas já está saindo o edital de medicamentos e estamos tentando regularizar tudo”, finalizou o prefeito.

 

Ponte

O Vereador José Bonin perguntou ao prefeito sobre a ponte do bairro Mutum, já que a da 25 e da Santa Rosa já foi feita do bairro Mutum ainda não. Segundo o prefeito, a ponta da Santa Rosa e da 25 tinham uma prioridade maior pois tinham vazão de um tubo. Desta forma, tivemos que segurar um pouco a reforma da ponte do Mutum. Agora já está aberto o processo licitatório da madeira, pois não é qualquer madeira que vai lá. Vamos ter que enterrar até encontrar terra firme, mas estamos trabalhando para que isso se defina o mais rápido possível.

 

“Estive conversando com o secretário, o que acontece é que a ponte não caiu e não foi malfeita, porém estamos com dificuldades. Montamos a ponte com a estrutura que estava lá na administração passada, aproveitamos os esteios colocados lá e pouco tempo depois passou um caminhão. A ponte não caiu, mas a terra estava mole e o motorista precisou fazer força, com isso o palanque danificou. Dá para recuperar, dá, mas queremos colocar novos”, afirmou o prefeito sobre a ponte do bairro Mutum.

 

Distrito Ipezal

Em resposta ao vereador Alex Ferreira e Ivo Ferreira sobre o Distrito de Ipezal, o prefeito disse “Recebi sexta-feira uma ligação do Deputado Geraldo Resende, que liberou uma verba de R$ 500 mil reais para o asfalto da erosão, e o projeto Avança Cidade de Ipezal já foi protocolado. Sobre o campo, o alambrado já está licitado, só estamos finalizando a creche de Angélica, pois ainda não temos funcionários para terminar a execução, porém assim que inaugurarmos aqui, já iremos dar uma atenção especial lá. Estamos também já para fazer a Capela que vocês me solicitaram, bem como asfaltar algumas avenidas importantes do Distrito”. Prefeitura de Angélica, um governo para todos!