Ivinhema - MS, terça-feira, 21 de novembro de 2017

10º min
26º min



Publicado em: 20/10/2017 às 17h05

Deputada de MS recebeu propina de Cunha, afirma delator Lúcio Funaro


midiamax

Foto: Divulgação

A deputada federal por Mato Grosso do Sul, Tereza Cristina (PSB), foi citada pelo delator Lúcio Funaro como uma entre vários parlamentares que teriam recebido propina do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

 

A revelação foi feita pelo doleiro, que já atuou como operador de Cunha, durante depoimento que compôs delação premiada firmada com a PGR (Procuradoria-Geral da República).

 

Antes de citar dezenas de nomes, Funaro afirma que todos os deputados, em algum momento, receberam propina diretamente de Cunha ou foram agraciados com cargos que os beneficiaram financeiramente em algum momento. “Todos eles tiveram negócios com Cunha, receberam propina dele”, diz o doleiro.

 

Em alguns casos, o doleiro detalha em qual ocasião o respectivo parlamentar recebeu propina. No caso de Tereza Cristina, apenas o nome dela é citado na lista lida por Funaro. Nenhum detalhamento da suposta propina recebida pela deputada é dado pelo delator.

 

Uma das lideranças do PSB no país, Tereza Cristina ocupava o cargo de líder da legenda na Câmara até esta semana. Anteontem (18) ela foi destituída da liderança pela presidência do partido.

 

A medida foi tomada porque Tereza era uma das aliadas do presidente Michel Temer (PMDB) e deveria votar a favor do presidente na análise da segunda denúncia contra ele. A orientação do PSB, no entanto, era para que os parlamentares votassem pelo prosseguimento da denúncia.