Ivinhema - MS, terça-feira, 21 de novembro de 2017

10º min
26º min



Publicado em: 26/10/2017 às 14h16

Criança de 5 anos é executada com pai na fronteira


midiamax

Foto: midiamax

Foram executados por pistoleiros nesta quarta-feira (25), em Assunção, no Paraguai, um funcionário do narcotraficante Jarvis Pavão, que está preso desde 2009, e o filho de cinco anos. Eles saíam de casa quando foram abordados por pistoleiros.

 

Willian Gimenez Bernal, de 28 anos, e seu filho Gabriel Gimenez Gonçales, de 5 anos, saíam de casa em uma camionete quando pistoleiros que teriam saído de Pedro Juan Caballero abordaram o carro e efetuaram vários disparos.

 

A criança morreu instantaneamente, após ser atingida pelos tiros na cabeça. O pai tentou fugir a pé, mas foi alcançado e executado. Heber Luiz de Figueiredo Souto, de 28 anos, que estava na residência conseguiu escapar.

 

De acordo com o site ABC Color, a residência onde estava morando Willian tinha sido alvo da polícia há dois meses por suspeita de esconder integrantes da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), além de armamento.

 

 

A polícia suspeita de que o atentado possa ter relação com a guerra entre facções criminosas em Pedro Juan Caballero. Willian Bernal era cidadã pedrojuanino e a caminhonete usada por ele está em nome da empresa Grupo Cristo Rey, de Pedro Juan Caballero. A empresa foi alvo de seis ataques neste ano.