Ivinhema - MS, quarta-feira, 22 de novembro de 2017

10º min
26º min



Publicado em: 30/10/2017 às 14h34

Moradores reclamam de descaso e praça está suja há meses em bairro da Capital

Prefeitura informou que obras já foram iniciadas, já população não confirma


- Correio do Estado

Foto: Divulgação

Praça do Coophatrabalho, localizada na rua Pequi, está em más condições

Moradores reclamam de descaso em praça pública, localizada na Rua Pequi esquina com a Avenida Florestal no Bairro Coophatrabalho, em Campo Grande. Com muita sujeira e árvore caída pelo local, moradores esperam impacientes pela limpeza que, segundo eless não é feita há meses.

 

De acordo com o presidente do bairro, Osvaldo Willian da Silva, a limpeza da praça não é feita há mais de três meses e a última revitalização foi há anos. Segundo ele, o local contém várias árvores e, com as fortes chuvas, acumularam muita sujeira. Além do lixo, brinquedos e bancos estão quebrados, impossibilitando a população de usufruir do espaço de lazer.

 

“É triste ver as famílias indo embora da praça porque as crianças querem brincar no parquinho, mas não podem porque os brinquedos estão quebrados e a área de lazer não atende as necessidades da população”, disse.

 

O barbeiro Christopherson Bogado, 32, dono de uma barbearia em frente a praça, informou que o lugar está bastante precário e, nessas condições, o lugar se tornou espaço para usuários de drogas, que acaba atrapalhando o comércio dele e região. Segundo ele, alguns moradores estão tentando manter parte da praça limpa, mas não estão dando conta.

 

“É desanimador essa situação, fico desacreditado que um dia possa haver melhora no visual da praça, mas sei que uma pessoa só não da conta de correr atrás. Acho que a prefeitura deveria arrumar porque além de melhorar para as famílias, com certeza iria melhorar a quantidade dos meus clientes”, afirma.

 

Ainda conforme o presidente do bairro, ele entrou em contato várias vezes com a prefeitura, mas não recebeu resposta. “O poder público sempre prioriza as praças dos bairros nobres, mas as dos bairros de periferia estão abandonadas. Queríamos pelo menos que a limpeza fosse feita regularmente”, disse.

 

A reportagem entrou em contato com a prefeitura, que informou por meio de assessoria, que equipe de Infraestrutura e Serviços Públicos começou o serviço de limpeza e reparos na última sexta-feira (27), porém, moradores não confirmaram a ida da equipe no local.