Ivinhema - MS, terça-feira, 21 de novembro de 2017

10º min
26º min



Publicado em: 02/11/2017 às 10h02

Cerca de 3 mil acompanham sepultamento do prefeito

Ruiter Cunha de Oliveira foi enterrado nesta manhã, no cemitério Santa Cruz


- Correio do Estado

Foto: Diário Corumbaense

Multidão acompanhou cortejo do corpo do prefeito de Corumbá

Foi sepultado na manhã desta quinta-feira, em Corumbá, o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira, de 53 anos, que morreu na madrugada de ontem, no Proncor de Campo Grande. Mais de três mil pessoas acompanharam o cortejo do corpo pelas principais vias do município, até o último adeus no cemitério Santa Cruz.

 

Entre os presentes estiveram civis, militares, políticos e servidores. Ruiter estava internado na Capital desde de segunda-feira, e havia sido submetido a uma cirurgia cardíaca de emergência, devido a uma dissecção aguda da aorta, mas não resistiu ao pós-operatório e veio a óbito seis horas depois. 

 

Conforme informações médicas, Ruiter sofreu várias paradas cardíacas, o coração não voltou a bombear o sangue como deveria e a pressão arterial estava oscilante. O organismo não respondeu à operação, nem à medicação. Ele estava no primeiro ano de sua terceira gestão como prefeito do município de Corumbá, e deixou esposa e dois filhos.

 

PREFEITO

 

Na primeira disputa, em 2004, Ruiter foi eleito prefeito de Corumbá com 55% dos votos e reeleito, em 2008, com 81,31% dos votos válidos, duas candidaturas pelo Partido dos Trabalhadores (PT). Já no PSDB, tornou-se prefeito pela terceira vez, vencendo a eleição em 2016, com 46,41%. De 1932 para cá, quando os administradores de Corumbá passaram a receber a denominação de prefeitos, Ruiter foi o primeiro a assumir a administração do Município por três vezes.