Ivinhema - MS, terça-feira, 21 de novembro de 2017

10º min
26º min



Publicado em: 10/11/2017 às 09h33

Jovem que se suicidou em Nova Andradina era vítima de bullying e segundo seu pai já havia pedido para mudar de cidade


jornaldanova/ivinoticias

Foto: Arquivo Pessoal

Karina e seu pai Aparecido

A jovem Karina Saifer Oliveira de 15 anos, encontrada morta em sua residência na última terça-feira (7) era vítima visível de bullying no ambiente escolar e segundo seu pai a adolescente se mostrava desapontadca com alguns colegas .

 

O pai de Karina Aparecido de Souza Oliveira lamentou a postura de alguns jovens nesta questão   “esses jovens, infelizmente, não tem noção do que fazem”.

 

O pai de Karina disse que tomou conhecimento da gravidade do assunto quando a filha comentou com ele que estava sendo rejeitada por algumas amigas.

 

De acordo com ele, a situação se agravou quando um rapaz com quem a adolescente mantinha um relacionamento a convidou para uma festa, na casa do jovem. “Depois disso, foram postadas coisas íntimas delas, pelo o que soube, e as pessoas começaram a provocar”.

 

O pai disse que sugeriu em algumas oportunidades para que ela mudasse de escola, contudo, Karina não aceitava. Um boletim de ocorrência já foi registrado para apurar os casos de bullying no ambiente escolar, assim como o relacionamento com o jovem.

 

A divulgação de imagens da adolescente morta, que já circula em grupos de WhatsApp, também integra o inquérito policial e as pessoas que compartilharam poderão responder criminalmente.

 

“Ela chegava em mim e pedia para mudar o cabelo, dizia que havia algo errado com ela. Ela não se aceitava. Até que há uns 10 dias, ela chegou e disse: ‘pai, vamos embora para Paranaíba’. Eu disse: vamos filha, o pai irá pedir transferência e nós vamos”, acrescentou Oliveira.