Ivinhema - MS, domingo, 22 de abril de 2018

10º min
26º min



Publicado em: 11/12/2017 às 14h06

Convocação de Fábio Trad para assumir só acontece após a posse de Marun

Suplente ainda não decidiu sobre Reforma


- Midiamax

Foto: Midiamax

Suplente ainda não decidiu sobre Reforma

Suplente de Carlos Marun no Congresso Nacional, o advogado Fábio Trad (PSD) afirmou nesta segunda-feira (11) que ainda não foi convocado pela Câmara Federal, processo que deve acontecer de três a quatro dias úteis após a oficialização do peemedebista no cargo de secretário de Governo do presidente Michel Temer.

 

Para Trad, assumir o cargo perto do fim do mandato é uma missão. “É uma responsabilidade que me foi confiada em 2014 pelos mais de 66 mil votos que obtive em Mato Grosso do Sul. Tenho dever político e moral em honrá-la e ter um desempenho ao menos satisfatório enquanto for titular”.

 

Sobre a reforma da previdência, que deve ser votada no próximo dia 18 de dezembro, Trad diz estar estudando tanto os pontos de quem é a favor como os de quem é contra. “Especialistas a favor e contrários devem me fazer ter um prognóstico de como votar”. Sobre as eleições de 2018, o suplente afirmou ser cedo ainda para decidir se tentará se reeleger e que fechará o entendimento junto ao partido sobre a questão em janeiro.

 

Membro de uma família tradicional de Campo Grande, Fabio Trad já foi presidente da OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil – seccional Mato Grosso do Sul) e deputado federal por um mandato. Filho do ex-deputado Nelson Trad, é irmão do prefeito Marquinhos e do ex-prefeito Nelsinho.