Ivinhema - MS, segunda-feira, 16 de julho de 2018

10º min
26º min



Publicado em: 11/12/2017 às 15h57

Jovens negras têm duas vezes mais chances de morrer em MS do que brancas

Dados foram divulgados nesta segunda


- Midiamax

Foto: Midiamax

Dados foram divulgados nesta segunda

Pesquisa divulgada nesta segunda-feira (11) pela Unesco revela os índices de violência que atingem jovens negras no Brasil. Mato Grosso do Sul, segundo os dados, faz parte de grupo dos seis estados com menor vulnerabilidade para as jovens, mas mesmo assim, as chances de uma negra morrer no Estado são duas vezes maiores do que as jovens brancas.

 

O relatório Violência e Desigualdade Racial 2017 leva em conta números de mortes violentas ocorridas nos 27 estados do Brasil em 2015 entre jovens negras e brancas com idades entre 15 e 29 anos.

 

De acordo com os resultados, Mato Grosso do Sul e o quinto estado com menores números de homicídios entre negros e brancos. O Estado representa baixa vulnerabilidade, mas ainda representa uma taxa de desigualdade racial classificada em 0,236. O estado com menor vulnerabilidade segundo a pesquisa, Santa Catarina, tem taxa de 0,209.

 

Outro dado apontado pela pesquisa é o que revela o risco de uma jovem negra ser morta em relação a uma branca da mesma faixa etária. Neste caso, as que vivem em Mato Grosso do Sul tem o dobro de chances de ser vítima de homicídio em relação às jovens brancas.

 

Análise que levou em conta dados dos municípios listou as cidades mais violentas do Brasil para jovens negras. A primeira cidade de Mato Grosso do Sul na 179ª posição no ranking nacional é Dourados, que possui vulnerabilidade média e baixa.