Ivinhema - MS, sábado, 21 de julho de 2018

10º min
26º min



Publicado em: 14/12/2017 às 09h21

NOVO HORIZONTE DO SUL: Erosão coloca em riscos moradores e recuperação dos estragos não tem previsão (VÍDEO)


Ivinoticias

Foto: Ivinoticias

Erosão na linha da amizade coloca em risco moradores

A falta de manutenção e descaso da administração anterior e atual causou um grande dano ambiental e vem colocando em risco uma família de idosos em Novo Horizonte do Sul, na região da linha da amizade.

 

Conforme apurou o Site Ivinoticias, as chuvas dos últimos dias deixaram estragos e causou transtornos a diversos moradores da zona rural de Novo Horizonte do Sul, mas a situação pior esta para um casal de idosos que está convivendo a poucos metros da erosão que pode invadir sua casa.

 

O senhor João de 71 anos conta que a situação é caótica, por isso sempre fica alerta, porque sua esposa de 68 anos tem problema de pressão, entre outros problemas de saúde e caso precise de emergência tem que se arriscar passando por uma ‘pinguela’ para pegar o carro que fica do outro lado da erosão.

 

Segundo os moradores isso foi descuido, da antiga administração do Marcilio, passando pela da ex-prefeita Nilza e agora retornando para do Marcilio novamente, já que sempre eram avisados que deveria ser feita as manutenções, “tinha que desentupir as tubulações”, destacou um morador.

 

RISCO

 

Mesmo com a situação caótica, a prefeitura até o momento não fez nenhum trabalho paliativo, por isso os moradores improvisaram uma pinguela para passar pessoas, bicicletas ou moto, sendo que a primeira feita nas últimas chuvas caiu, sendo construída outra pelos próprios moradores para tentar amenizar os prejuízos e transtornos. Já os carros e veículos pesados tem que utilizar um desvio de mais de 20 quilômetros para chegar a cidade.

 

SEM PREVISÃO

 

Por meio da imprensa o prefeito Marcilio Benedito, destacou que não tem previsão de arrumar o local e que só em 2018 vai ser iniciado algum trabalho, sobre valores o prefeito destacou que vai precisa de pelo menos R$ 4,7 milhões para recuperar as estradas.