Ivinhema - MS, sábado, 20 de janeiro de 2018

10º min
26º min



Publicado em: 15/12/2017 às 13h31

'Que desapareça da face da Terra': campo-grandenses não apoiam Marun como ministro

Nas ruas da Capital, a rejeição das pessoas em relação ao parlamentar é quase unânime


- Top midia news

Foto: Top Midia News

Nas ruas da Capital, a rejeição das pessoas em relação ao parlamentar é quase unânime

A população de Campo Grande pelo visto está revoltada com as atitudes do deputado federal Carlos Marun (PMDB). Durante uma pesquisa realizada pelo TopMídiaNews nas ruas da Capital do Estado, é unânime a rejeição das pessoas em relação ao parlamentar, principalmente agora que ele deve se tornar o novo ministro do presidente Michel Temer. A posse ocorre nesta sexta-feira (15).

 

Marun vai ser nomeado ministro da Secretaria de Governo, substituindo Antonio Imbassahy (PSDB-BA), que pediu demissão nesta sexta-feira (8). Quando assumir o cargo, o deputado será responsável pela articulação política do governo. Caberá a ele a interlocução entre o Palácio do Planalto e o Congresso Nacional.

 

Pelas ruas, a população desaprova a hipótese de Marun ser um ministro. O aposentado Rubiê Nogueira, 68 anos, é uma dessas pessoas que não apoiam o deputado.

 

"Moro em Campo Grande desde quando nasci, vi o Marun passar por todas as fases da vida e se encostando em políticos para conseguir crescer no meio. Por mim, preferia que ele desaparecesse da face da terra. Não respeita os leitores, defende bandidos e ainda estão oferecendo um cargo assim para um homem desses? Se ele sumisse seria um favor para toda população", disse.

 

A vendedora ambulante Elisabeth Vilas Boas, 55 anos, também desaprova e diz não gostar de Marun. "Ele não pensa no pobre, apoia projetos que não são bons para as pessoas humildes. Tenho vergonha desse homem existir e representar nosso Estado", desabafou.

 

A presidente da ONG Quatro Patas, Eliane Pereira, 60 anos, já até desacredita que ainda exista um político honesto nos dias de hoje. Para ela, Marun é um desses que não tem mais solução.

 

"Ele brinca com a população, não aprovo ele como ministro e não gostaria de vê-lo em mais nenhum cargo deste mundo. Todos prometem e nada fazem", ressaltou.