Ivinhema - MS, terça-feira, 24 de abril de 2018

10º min
26º min



Publicado em: 29/12/2017 às 15h30

Vereador Germino Roz registra ocorrência de peculato e prevaricação contra prefeito Jorge Takahashi


Jornal da Nova

Foto: Divulgação

Local pertence a prefeitura de Batayporã

Germino da Roz Silva (PR), vereador do município de Batayporã registrou, um boletim de ocorrência na tarde desta quinta-feira (28), contra o então prefeito da cidade, Jorge Luiz Takahashi (PMDB), acusando-o de peculato e prevaricação. 

 

Germino relatou na ocorrência, que no último domingo (24), recebeu uma denúncia de que na "Marcenaria da Fábrica de Tubos" - local pertence a prefeitura -, o filho do prefeito, conhecido por Jorginho, estaria com outros dois funcionários da Prefeitura Municipal, construindo uma casinha de madeira para crianças, na cor rosa.

 

O trabalho sendo realizado em plena véspera de Natal e chamou a atenção do parlamentar, uma vez que a Prefeitura estava em recesso.

 

Antes ir até o local, Germino ligou para o responsável da fábrica, que alegou que estava sendo construído no local uma casa de Papai Noel, fato esse que não condiz com a obra.

 

Um funcionário da fábrica, que estava trabalhando no final de semana, informou que estava apenas cumprindo ordens e nem sabia qual seria o destino da casinha de Papai Noel.

 

Nesta manhã de quinta-feira (28), o vereador procurou o prefeito Jorge Takahashi, para saber detalhes da "obra" e qual seria o seu destino e, por sua vez, o prefeito confirmou a ele que a casinha ora questionada, era para suas netas – filhas do Jorginho –, e afirmou também que seu filho havia comprado os materiais, pago a mão de obra aos dois funcionários da prefeitura e que o local foi utilizado no final de semana por estar chuvoso e não havia outro espaço para a montagem da casinha.

 

O vereador formalizou a ocorrência policial para preservar o interesse público dentro de suas funções de fiscalizador municipal.

 

Outro lado

 

A reportagem do Jornal da Nova tentou contato com o prefeito para sua manifestação referente ao caso, mas as ligações não foram atendidas.