Ivinhema - MS, quinta-feira, 26 de abril de 2018

10º min
26º min



Publicado em: 08/01/2018 às 09h44

Dez truques para se sentir menos ansioso em 2018


noticiasaominuto

Imagem Ilustrativa

Uma pessoa ansiosa é uma pessoa muitas vezes nervosa, mas é também uma pessoa receosa, uma pessoa que teme, que sofre por antecipação, que não consegue lidar com o que não controla. Uma pessoa ansiosa é muitas vezes caracterizada como estressada, mas é muito mais do que isso.



A ansiedade é muito mais do que um nervoso, é uma patologia mental muitas vezes desvalorizada, mas que tem um verdadeiro impacto na saúde física e emocional das pessoas.

 

 

Entender a ansiedade é a melhor forma de fazer frente ao estigma que ainda a assombra, mas, antes disso, é preciso que cada pessoa olhe para si e aprenda a combater este estado que pode condicionar seriamente a qualidade de vida.

 

Embora cada pessoa tenha estratégias muito próprias de lidar com a ansiedade, é sabido que meditar ajuda a controlar a respiração, a baixar os batimentos cardíacos e a treinar a mente a controlar os pensamentos – que são muitas vezes os maiores inimigos das pessoas ansiosas.

 

E por falar em pensamentos, de nada vale sofrer por antecipação, por isso, há que manter a concentração no presente, em cada momento atual, diz o site Bustle, que inclui ainda na sua lista de métodos anti-ansiedade a importância de encontrar os gatilhos que causam ansiedade e decifrar a melhor forma de os combater – como é o caso das técnicas de pré-visualização, isto é, antecipar possíveis cenários e formas de os contornar.

 

Aceitar a ansiedade – não ficando ainda mais ansioso por causa disso – e escrever sobre esse estado, numa espécie de diário, também são formas de travar o agravamento da condição.

 

O exercício físico é também um excelente aliado – não só para dar mais energia, como também para libertar o estresse e a mente dos pensamentos negativos -, mas o pilar da luta contra a ansiedade passa, sobretudo, pelos cuidados pessoais, pelos mimos que a pessoa deve dar a si mesma, pela boa alimentação e pela boa qualidade do sono.

 

Fazer um ‘detox digital’ - não fosse a expectativa das redes sociais um dos maiores gatilhos da ansiedade – e procurar estar lado a lado com pessoas que fazem rir e trazem boas energias são os dois últimos conselhos dados pela publicação e que prometem um ano 2018 com menos ansiedade.