Ivinhema - MS, terça-feira, 24 de abril de 2018

10º min
26º min



Publicado em: 13/02/2018 às 14h19

Raí vai a último treino do PSG antes de a equipe enfrentar o Real Madrid


- Gazeta Esportiva

Foto: Divulgação

Raí vai a último treino do PSG antes de a equipe enfrentar o Real Madrid

O diretor de futebol do São Paulo, Raí, foi presença ilustre no último treino do Paris Saint-Germain antes de o time viajar a Madri, onde enfrentará nesta quarta-feira o Real Madrid pelo jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões. Ídolo do clube francês, o ex-jogador esteve acompanhado do brasileiro Maxwell, diretor do PSG, e do presidente Nasser Al-Khelaifi, entre outros membros da alta cúpula parisiense.

 

Contratado em 1993 pelo Paris Saint-Germain, Raí conquistou um Campeonato Francês, uma Copa da Liga Francesa, uma Supercopa da França, uma Recopa Europeia e duas Copa da França pelo clube. Idolatrado na capital francesa, o ex-meia acabou retornando ao Brasil em 1998, quando novamente defendeu o Tricolor paulista.

 

“Paris ocupa um lugar especial no meu coração. Hoje é um prazer enorme para mim poder retornar para cá. Isso me faz recordar boas lembranças. É também a ocasião de reencontrar a nova geração de jogadores do clube. A equipe que eu joguei em Paris marcou sua época e tenho certeza que a equipe atual vai também marcar a história do Paris Saint-Germain. Além dos jogadores, parece-me que todo o clube, como o dirigente Maxwell, está pronto para alcançar o sucesso histórico de Paris”, afirmou Raí ao site oficial do PSG.

 

Apesar de torcer pelo triunfo do Paris Saint-Germain, Raí palpitou sobre o placar do jogo. Reconhecendo o poderio do Real Madrid, atual campeão do torneio, o ídolo do clube preferiu alertar para o fato de que a classificação não será definida no duelo desta quarta-feira.

 

“Não, não gostaria [de dar um palpite”, disse Raí aos risos. “O mais importante é que o PSG se classifique dentro de três semanas e vá para a final dessa Champions League”.