Ivinhema - MS, segunda-feira, 23 de abril de 2018

10º min
26º min



Publicado em: 04/04/2018 às 10h41

NOVO HORIZONTE DO SUL: Prefeitura decreta suspensão das aulas em escola infantil


Ivinoticias

Foto: Divulgação

O prefeito municipal de Novo Horizonte do Sul, Marcilio Alvaro Benedito, através do decreto número 028 de 3 de Abril de 2018, suspende as aulas no Centro de Educação Infantil Luan Kaiber Miranda pelo período de 10 dias.

 

Conforme apurou o Site Ivinoticias, devido a necessidade de impor medidas de prevenção tendo em vista o grande número de crianças matriculadas no Centro de Educação Infantil Luan Kaiber Miranda estarem infectadas pelo vírus conhecido como doença Mão-Pé-Boca e com a precisão de um período necessário para que ocorra a desinfecção do prédio do Centro de Educação Infantil e ainda considerando que a doença atinge prioritariamente crianças com a faixa etária de 0 a 4 anos e o alto risco de contágio através do contato físico e de objetos infectados, o prefeito decretou a suspensão das aulas.

 

De acordo com o decreto a suspensão das aulas no Centro de Educação Infantil Luan Kaiber Miranda será pelo período de 10 dias, podendo ocorrer a prorrogação caso verificada a necessidade e a suspensão supramencionada não se estende ao pré-escolaR que continuara com suas atividades normalmente.

 

DOENÇA MÃO-PÉ-BOCA

 

A doença Mão-Pé-Boca é uma enfermidade contagiosa causada pelo vírus Coxsackie que habitam normalmente o sistema digestivo e também podem provocar estomatites (espécie de afta que afeta a mucosa da boca). Embora possa acometer também os adultos, ela é mais comum na infância, antes dos cinco anos de idade.

 

SÃO SINAIS CARACTERÍSTICOS DA DOENÇA MÃO-PÉ-BOCA: febre alta nos dias que antecedem o surgimento das lesões; aparecimento na boca, amídalas e faringe de manchas vermelhas com vesículas branco-acinzentadas no centro que podem evoluir para ulcerações muito dolorosas; erupção de pequenas bolhas em geral nas palmas das mãos e nas plantas dos pés, mas que pode ocorrer também nas nádegas e na região genital.

 

A TRANSMISSÃO se dá pela via fecal/oral, através do contato direto entre as pessoas ou com as fezes, saliva e outras secreções, ou então através de alimentos e de objetos contaminados. Mesmo depois de recuperada, a pessoa pode transmitir o vírus pelas fezes durante aproximadamente quatro semanas.

 

SINTOMAS: O período de incubação oscila entre um e sete dias. Na maioria dos casos, os sintomas são leves e podem ser confundidos com os do resfriado comum. Quando a sintomatologia típica da doença mão-pé-boca se instala, a erupção das lesões na orofaringe é antecedida por um período de febre alta e gânglios aumentados, seguido de mal-estar, falta de apetite, vômitos e diarreia. Por causa da dor, surgem dificuldade para engolir e muita salivação. Por isso, é preciso redobrar os cuidados para mantê-la bem hidratada e recebendo alimentação adequada.

 

O ideal é que o paciente permaneça em repouso, tome bastante líquido e alimente-se bem, apesar da dor de garganta.