Ivinhema - MS, segunda-feira, 23 de abril de 2018

10º min
26º min



Publicado em: 10/04/2018 às 15h23

Mãe realiza protesto em frente à delegacia e pede justiça após morte da filha; vídeo

Os familiares prometeram fechar a MS-156 caso não tenham respostas sobre o homicídio da jovem.


- 94FM Dourados

Foto: Adilson Domingos

A manifestação acontece em frente ao ao 2º DP (Distrito Policial) nesta manhã (10)

 

Fátima Benites, de 48 anos, mãe da jovem, de 22 anos, que foi encontrada morta no último dia 2, em uma plantação de milho, próximo da aldeia Panambi, em Dourados, e alguns familiares, se reuniram em frente ao 2º DP  (Distrito Policial), na manhã desta terça-feira (10), exigindo providências no caso da morte de Bruna Peixoto.

 

Os familiares prometeram fechar a MS-156, que dá acesso a Itaporã, caso não tenham respostas sobre o homicídio da jovem.

 

O caso 

 

Militares do 2º GBM (Grupamento de Bombeiros Militar) encontraram na tarde do dia 2 de abril o corpo de Bruna Peixoto, de 22 anos. Ela foi encontrada morta numa plantação de milho, próximo da aldeia Panambi, em Dourados. A jovem estava desaparecida desde sexta-feira (30).

 

As roupas e calçados estavam a 50 metros de distância do corpo da vítima, que possivelmente foi assassinada por estrangulamento. Ela apresenta sinais de agressão.

 

Até o momento, ninguém foi preso.