Ivinhema - MS, sábado, 26 de maio de 2018

10º min
26º min



Publicado em: 03/05/2018 às 14h46

NOVO HORIZONTE DO SUL: Governo define ações emergenciais para controlar voçorocas e erosões


Marcelo Armôa – Semagro

Foto: Maria Inês Amaral

O Governo do Estado reuniu-se com a prefeitura de Novo Horizonte do Sul para traçar um plano de ação emergencial e encontrar as soluções mais viáveis que possam amenizar o problema das erosões e voçorocas que atingem o município. Na semana passada, o secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, reuniu-se com o prefeito de Novo Horizonte do Sul, Marcilio Álvaro Benedito para tratar do assunto.

 

O encontro contou com a presença do diretor-presidente da Agência Estadual de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), André Nogueira; do gerente de Recursos Florestais do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) , Osvaldo Santos; do superintendente de Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, Produção e Agricultura Familiar da Semagro, Rogério Beretta; e do coordenador de Agricultura da Semagro, Fernando Nascimento.

 

“Já fizemos o levantamento de toda a área atingida, que envolve cerca de 16.500 hectares. Temos conhecimento de onde estão as voçorocas e erosões. Hoje temos uma sinalização daquilo que poderia ser uma das soluções para o problema. Envolveria um trabalho muito forte de terraceamento e um programa de microbacias”, comentou Jaime Verruck.

 

Não houve avanço nas tratativas da prefeitura de Novo Horizonte do Sul com o Governo Federal para que seja decretado estado de emergência no município por parte da União. “No âmbito estadual continuamos o nosso trabalho. A Agraer fez todos os levantamentos e já estão definidos os pontos onde são necessárias as intervenções nas propriedades. Todas as nossas ações têm sido acompanhadas pelo Ministério Público da região”, acrescentou.

 

No que se refere ao Imasul, foi detectado que parte território do município, onde estão localizadas erosões e voçorocas, encontra-se dentro da zona de amortecimento do Parque das Estadual das Várzeas do rio Ivinhema. “Com essa situação, abre-se uma possibilidade de o Imasul também poder ajudar nas intervenções com os recursos que dispõe. Além disso, estamos buscando parceiros da iniciativa privada, principalmente, das usinas de cana próximas à região, para que façam a cedência de máquinas. Estabelecemos um plano de ação de emergência para que, no médio prazo, a gente a gente possa amenizar o problema no município de Novo Horizonte do Sul”, finalizou.