Ivinhema - MS, segunda-feira, 16 de julho de 2018

10º min
26º min



Publicado em: 09/07/2018 às 15h34

PM prende quatro e encontra até super-maconha

Ostentação à facção era exibida até em cabo de espingarda apreendida


Correio do Estado

Foto: Divulgação/PM MS

Quatro pessoas, sendo três homens e uma mulher, foram presas na noite do último domingo (9) por policiais militares da Força Tática, durante o estouro de uma casa usada como base de operações do Primeiro Comando da Capital (PCC) no Jardim Noroeste, região leste de Campo Grande, a pouco mais de três quarteirões do Presídio de Segurança Máxima do Estado.

 

Além de quantias de cocaína ainda pura, sem ser diluída para revenda, e skank, conhecido como 'super-maconha', foram localizados no interior da residência rádios comunicadores, celulares, uma garrucha de calibre .38 e uma réplica de pistola, além de grande quantidade de dinheiro.

 

O local foi descoberto durante ronda de uma das equipes pelo bairro. Eles estranharam a movimentação de pessoas na tal casa e, durante a abordagem de dois dos suspeitos presos no portão, localizaram com um deles uma espingarda pouco convencional, com os dizeres '1533 morra' talhado no cabo de madeira. O numeral é uma referência à facção criminosa que controla o tráfico de armas e drogas nas fronteiras com Paraguai e Bolívia. Com o outro homem, foi encontrado um revólver calibre .32.

 

O quarteto foi levado até a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) da região central, onde foram indiciados por tráfico de drogas, associação criminosa e porte ilegal de arma. As drogas foram encaminhadas para a Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (Denar).