PUBLICIDADE

Bicampeão mundial Fernando Alonso está de volta à Fórmula 1 (ÁUDIO)

| AGêNCIA 2/UMBERTO FERRETTI


Foto: Divulgação - Região News
PUBLICIDADE

Hoje com 38 anos, o bicampeão mundial de Fórmula 1 Fernando Alonso, que tinha deixado categoria, será piloto da Renault, em 2021.

 

O espanhol entrará no lugar do australiano Daniel Riccardo, para ser companheiro de equipe do francês Esteban Occon.

 

O contrato valerá para 2021 e 2022, com a possibilidade de prorrogação por mais uma temporada.

 

Após o anúncio, Alonso disse estar orgulhoso e emocionado; afirmou que acredita no potencial da equipe; e que poderá ajudar, com a experiência que tem, o trabalho de engenheiros e mecânicos, para que a Renault possa voltar ao pódio.

 

A relação do piloto com a equipe é antiga.

 

Foi exatamente pela Renault, em 2005 e 2006, que Alonso foi bicampeão do mundo.

 

Depois disso, passou por Ferrari e McLaren.

 

Nessa última equipe, teve problemas, reclamou da qualidade do carro e do motor, ficou irritado com a falta de competitividade e resolveu deixar a categoria, em 2018.

 

Desde então, se aventurou, por exemplo, na Fórmula Indy e até no rally.

 

Considerado um dos grandes pilotos da história recente, Fernando Alonso soma 315 corridas e 32 vitórias, na Fórmula 1.



LEIA MAIS

Geral
A dois meses das Eliminatórias, Tite retoma reuniões presenciais com comissão
Comissão explica que a volta será cautelosa, respeitando as orientações de combate ao coronavírus
Geral
Esporte em luto: apresentador Rodrigo Rodrigues morre após complicações da covid-19
Rodrigo apresentou o Troca de Passes pela última vez no dia 9 de julho
Geral
Desenho dos anéis olímpicos é leiloado por 185 mil euros
Oferta vencedora foi de colecionador brasileiro
Geral
Tóquio 2020: Comitê Organizador rejeita ideia de Jogos sem público
Posicionamento vem após Bach falar em evento com menos espectadores
Geral
Brasileiros concorrem a prêmios de ondas gigantes
Maya Gabeira e Lucas Chumbo aparecem entre indicados
Geral
Neymar compra cobertura em maior prédio da América Latina
Apartamento foi adquirido na planta por cerca de R$ 4,7 milhões
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE