PUBLICIDADE

PMA autua infrator por exploração e armazenamento de madeira ilegal e por exploração de área protegida

| PM MS


Foto: Divulgação - PM
PUBLICIDADE

Depois de fazer uma apreensão de madeira ilegal no assentamento Indaiá III, no município, a 45 km da cidade há dois dias, Policiais Militares Ambientais de Aquidauana receberam denúncias, de que mais pessoas estariam explorando e armazenando madeira ilegalmente no mesmo assentamento. Uma equipe foi ao local ontem (31) e confirmou a denúncia.

 

Os policiais apreenderam 5 m³ de madeira da espécie aroeira, em formato de palanques para cerca que estavam armazenados no lote de um infrator sem o Documento de Origem Florestal (DOF). O DOF é o documento do órgão ambiental para se ter em depósito, beneficiar ou transportar qualquer produto florestal.

 

O homem (63) não informou de onde a madeira fora explorada, porém, o comum tem sido a retirada de madeira das Reservas Legais coletivas dos assentamentos, ou do próprio lote. Neste caso os Policiais encontraram marcas da exploração, bem como a exploração da área protegida de Reserva Legal do lote com criação de gado.

 

Inclusive, havia um tanque escavado com água para os animais dentro da reserva.O assentado (63), residente Aquidauana, foi autuado administrativamente e multado em R$ 6.500,00. Ele também responderá por crime ambiental de exploração de área protegida por Lei, com pena prevista de um a três anos de detenção.



LEIA MAIS

MS
Seguranças flagram furto de carne e salame e homem é preso
MS
Homem mata jacaré de 2,5 metros a pauladas e é flagrado pela PMA
Homem mata jacaré de 2,5 metros a pauladas e é flagrado pela PMA
MS
PM descobre festa com adolescentes no meio da mata e 20 vão para delegacia
'Festeiros' abandonavam carro e entravam na mata para festa
MS
Ônibus fica destruído após pegar fogo
Corpo de Bombeiros ainda está no local, já que fogo ameaça um canavial
MS
Mulher denuncia ex por ameaças um mês após separação: 'Prefiro você morta do que nos braços de outro'
Jovem foi até a delegacia em MS logo após suspeito ir até a casa dela com um canivete em mãos e também enviar mensagens pelo WhatsApp.
MS
Homem acusa vizinha de roubar celular, a arrasta e agride na rua e é atingido por caneca de vidro
Eles ingeriam bebida alcoólica quando a briga teve início e todos precisaram de atendimento médico. Envolvidos não respeitavam o toque de recolher em MS.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE