Em 'nova casa', Palmeiras faz 2 no São Bernardo e pressiona rivais


PUBLICIDADE

TERRA

Em seu primeiro jogo como mandante no Estádio do Canindé, o Palmeiras fez uma partida de dois tempos bastante distintos e bateu o São Bernardo por 2 a 0, neste sábado, pela 13ª rodada do Campeonato Paulista. A equipe de Luiz Felipe Scolari contou com gols de Danilo e Patrik ainda na primeira etapa para alcançar a vitória, chegar aos 28 pontos e botar pressão nos rivais São Paulo e Corinthians, que precisam vencer suas partidas neste domingo (contra Santo André e Mirassol, respectivamente) para alcançar a mesma pontuação.

Agora, o time do Palestra Itália - e, por enquanto, também do Canindé - ocupa provisoriamente a segunda colocação. O líder é o Santos, que fez 2 a 0 sobre o Botafogo e se manteve à frente no saldo de gols. Já o São Bernardo se manteve com 12 pontos e segue na briga contra o rebaixamento.

Com movimentação dos atacantes e as constantes subidas à frente de Patrik - que jogou mais recuado no primeiro tempo - o Palmeiras dominou o jogo e abriu 2 a 0 com relativa facilidade. No segundo tempo, porém, o time perdeu Valdivia (que saiu no intervalo, poupado após sentir desconforto na coxa) e recuou demais, levando pressão do São Bernardo. Felipão contribuiu para a postura defensiva sacando Vinícius e Adriano para as entradas dos volantes João Vítor e Chico ao longo do confronto.

O jogo

Sem o lesionado Kleber, Felipão escalou Vinícius e Adriano para formar o ataque alviverde, com Valdivia mais atrás, encostando na dupla. Patrik atuou ajudando na marcação pelo lado esquerdo do meio de campo, mais recuado, mas com liberdade quando a equipe recuperava a posse de bola. Do lado do São Bernardo, o time veio com três zagueiros e Júnior Xuxa sozinho na armação.

Com a marcação das duas equipes mostrando fragilidade, a partida foi aberta nos primeiros minutos. Após algumas chegadas palmeirenses, o primeiro lance de perigo real foi da equipe do ABC: aos 4min, Danielzinho fez boa jogada individual e rolou para Júnior Xuxa, que bateu de primeira e acertou a trave de Deola.

Com muita movimentação dos atacantes para os lados e Valdivia solto no meio, o Palmeiras logo passou a dominar as ações e acuar o São Bernardo na defesa. Aos 5min e aos 8min, Vinícius finalizou da direita e parou em defesas de Marcelo Pitol.

Thiago Heleno deu um susto na torcida palmeirense no Canindé ao perder a bola na defesa aos 16min, mas Mombinha não aproveitou e chutou em cima de Gabriel Silva, que salvou o lance de carrinho. Mesmo com mais posse de bola, a equipe da capital só abriu o placar na bola parada: aos 23min, Marcos Assunção levantou na área e Danilo subiu sozinho para cabecear para as redes.

A partida seguiu com domínio palmeirense, que aproveitava a velocidade dos atacantes pelos lados para chegar. Aos 30min, Adriano limpou a marcação pela esquerda e bateu para fora. No minuto seguinte, o segundo gol: Vinícus fez ótima jogada pela direita, invadiu a área e tocou para Patrik, que chegou de trás completamente desmarcado e bateu rasteiro, ampliando a vantagem.

Sem velocidade para puxar o contra-ataque, o São Bernardo tinha dificuldades em manter o Palmeiras longe de sua área. Aos 36min, Valdivia passou para Patrik, que novamente apareceu livre na frente, mas o chute do meio-campista foi sem direção. Com 41min, Patrik voltou a subir ao ataque sem marcação e recebeu de Adriano, mas demorou para chutar e foi travado.

O São Bernardo voltou com duas alterações do intervalo, sacando os volantes Dirceu e Willian Favoni para as entradas de Moreno e Zé Forte. Já o Palmeiras retornou sem Valdivia, poupado após sentir desconforto na coxa; Tinga entrou no lugar do chileno. A equipe visitante começou mais ofensiva o segundo tempo e teve algumas chegadas à área alviverde, mas sem perigo de gol.

O time do ABC tentava minimizar o prejuízo, mas errava passes seguidos na hora de definir os lances. A melhor chegada veio aos 14min, quando Reinaldo recebeu passe por cima da zaga de Guto e chutou em cima de Deola, mas a jogada já estava parada por impedimento. Dois minutos depois, Danielzinho bateu cruzado e a bola passou perto da trave.

Felipão resolveu reforçar a marcação colocando o volante João Vítor no lugar de Vinícius, liberando mais Patrik. Sem Valdivia para fazer a ligação e Adriano isolado na frente, porém, o Palmeiras ameaçava bem menos que no primeiro tempo. O técnico Estevam Soares respondeu abandonando o sistema com três zagueiros, tirando Amarildo para a entrada do atacante Raul.

A partida ficou morna e só aos 25min houve outra boa chance, com Marcos Assunção batendo falta com muito perigo, para fora. Dois minutos depois, em nova bola parada, Assunção bateu escanteio, Danilo desviou e João Leonardo evitou o terceiro gol.

Muito recuado, o Palmeiras passou a tomar pressão do São Bernardo, que dominava a posse de bola no campo ofensivo. Aos 38min, Júnior Xuxa bateu forte da entrada da área e quase diminuiu, mas errou o alvo. Felipão sacou o único atacante que restava no time, Adriano, para a entrada do volante Chico aos 38min, e o time alviverde segurou a vantagem até o apito final.

FICHA TÉCNICA


Palmeiras 2 x 0 São Bernardo

Gols
Palmeiras: Danilo, aos 23min, e Patrik, aos 31min do 1º tempo

Palmeiras
Deola; Cicinho, Danilo, Thiago Heleno e Gabriel Silva; Márcio Araújo, Marcos Assunção e Patrik; Valdivia (Tinga); Vinícius (João Vítor) e Adriano (Chico). Técnico: Luiz Felipe Scolari

São Bernardo
Marcelo Pitol; Leandro Camilo, João Leonardo e Amarildo (Raul); Guto, Dirceu (Moreno), Willian Favoni (Zé Forte) e Reinaldo; Júnior Xuxa; Danielzinho e Mombinha. Técnico: Estevam Soares

Cartões amarelos
São Bernardo: Amarildo e Willian Favoni

Árbitro
Welton Orlando Wohnrath

Local
Estádio do Canindé, São Paulo (SP).




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE