PUBLICIDADE

Idoso é condenado a 24 anos e preso por estuprar sobrinha com 9 anos em MS

A vítima morava com ele em cidade de MS

| MIDIAMAX


Prisão foi feita em Ribas (Divulgação)
PUBLICIDADE

Na manhã desta quinta-feira (3), homem de 68 anos morador em Ribas do Rio Pardo, foi preso mediante cumprimento de mandado de prisão por Estupro de vulnerável. Ele foi condenado por estuprar a sobrinha, que na época dos crimes tinha 9 anos.

 

Segundo a polícia, equipes do SIG (Setor de Investigações Gerais) deram cumprimento ao mandado após a condenação do idoso. Em 2006, a menina de 9 anos foi morar com o tio, que na época vivia em Água Clara. Desde então, ele teria praticado os crimes de Estupro, até a criança completar 12 anos.

 

Só em 2010 o caso foi revelado à polícia e investigado. Após a Denúncia, o idoso foi condenado a 24 anos e 2 meses em regime fechado. O processo transitou em julgado recentemente e o mandado de prisão foi expedido. Com isso, o SIG de Água Clara informou os policiais de Ribas do Rio Pardo, que cumpriram o mandado.

 

O idoso foi preso em casa e será conduzido para um presídio de Campo Grande.



LEIA MAIS

MS
Homem é preso em cartório com CNH falsa e diz que comprou documento
Funcionários desconfiaram do documento e acionaram a polícia
MS
Sem autorização, construtora demoliu ‘box’ de comerciante e é condenado a pagar R$ 20 mil por demolir imóvel na madrugada
Empresa foi condenada a pagar R$ 20 mil em indenizações
MS
Máxima ganhá barreira contra arremesso de droga e celular
Inicio das obras depende de quando a Penitenciária da Gameleira unidade 2 será ativada para ser feita remoção de internos
MS
Espancado, jovem acorda no Inferninho mais de 16 horas depois
Vítima acordou próximo a cachoeira e conseguiu chegar até rodovia, onde pediu socorro
MS
Acusado de maus-tratos diz que comprava cavalos debilitados para ‘engorda’
Ele abandonou cavalos feridos, com parasitas e sem alimento
MS
Empresário de MS é preso acusado de chefiar quadrilha de fraude em seguros
Operação da Polícia Civil em três estados prendeu organização criminosa que fraudava indenizações e seguros
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE