PUBLICIDADE

IVINHEMA: Juiz marca nova audiência e adolescente que matou pai a facadas após briga segue internado

| MIDIAMAX


Robson foi morto na madrugada do dia 7 / Arquivo Pessoal
PUBLICIDADE

No dia 21 de janeiro, adolescente de 17 anos acusado de matar o pai, Robson Bassichetti Franciosi em Ivinhema, passou por audiência. O juiz requereu que a Defensoria Pública promova a defesa do jovem e marcou nova audiência, de continuidade, para o dia 10 de fevereiro.

 

O adolescente está internado atualmente na Unei (Unidade Educacional de Internação) Laranja Doce, em Dourados, e deve permanecer até a próxima audiência. Assim, será definido se ele permanece internado ou se responderá ao processo em liberdade. O jovem é acusado de matar o pai a facadas, crime que ocorreu na madrugada de 7 de janeiro.

 

Relembre o caso

 

O adolescente morava no Estado de São Paulo e teve problemas com o avô materno. Assim, denunciou o familiar ao Conselho Tutelar por estupro, mas segundo parentes a história teria sido inventada, justamente porque ele tinha problemas de convivência com a mãe, o padrasto e o avô, com quem morava.

 

Assim, o pai foi orientado a buscar o adolescente e o fez. Menos de dois dias após chegar na residência de Robson em Ivinhema, o rapaz e ele tiveram uma discussão que terminou com a morte de Alemão. A princípio o adolescente chegou a alegar que esfaqueou o pai as 6 vezes para se defender.

 

Uma testemunha disse à polícia que o adolescente se comportou bem durante todo o tempo em que esteve com o pai. Eles passaram o dia bebendo e, à noite, já em casa, discutiram. Isso porque o jovem revelou em conversa com o pai que tinha inventado a denúncia de estupro contra o avô e Robson então falou que a atitude era errada.

 

Durante a briga, o jovem acabou se apossando da faca e matando o pai. A esposa de Robson estava na casa com o filho de 1 ano, mas não chegou a presenciar o crime.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE