PUBLICIDADE

Funcionário de empresa é sequestrado e mantido refém em barraco

Disse que foi liberado já na manhã desta sexta-feira (12) após a polícia fazer um cerco no bairro depois de veículo ser rastreado

| MIDIAMAX


Caso foi encaminhado ao Cepol (Foto: Leonardo França)
PUBLICIDADE

O funcionário de uma empresa que fornece alimentação a custodiados no Presídio Federal de Campo Grande, foi sequestrado na noite desta quinta-feira (11), quando voltava para casa depois de fazer entregas de marmitas no estabelecimento penal.

 

A vítima procurou a delegacia na manhã desta sexta (12) e contou que trabalha em uma empresa fornecedora de alimentação para custodiados ao Presídio Federal, sendo que depois de fazer as entregas no fim da tarde na companhia de um amigo parou para tomar uma garapa com o carro da empresa.

 

Depois a dupla foi até a residência do colega, na Vila Carvalho para fazer uma mudança, sendo que após isso a vítima estava a caminho de sua casa por voltadas 21 horas, quando na Avenida Eduardo Elias Zarhan, dois bandidos entraram no carro da empresa pela porta fazendo com que o motorista dirigisse até o bairro Nhanhá, onde foi levado para um barracão.



LEIA MAIS

POLICIAL
Motorista perde controle bate em poste e casal fica preso nas ferragens em MS
Foi necessário o uso de desencarcerador para a retirada das vítimas
POLICIAL
Idosa grita por socorro e vizinhos perseguem bandido que acaba preso em CMS
Tinha pulado o muro da casa para cometer o furto
Capital
Caminhão derruba fiação e deixa moradores sem energia elétrica em MS
Fio de energia estaria encostando no chão e concessionária afirmou que priorizaria atendimento
Capital
Três são detidos por realizarem festa com 200 pessoas na Capital
Testemunhas denunciaram o estabelecimento
POLICIAL
Caminhoneiro encontra corpo com marcas de tiro jogado em córrego em MS
Caminhoneiro contou que veículo estragou em frente ao local após falha mecânica
Capital
MS recebe lote com 4 mil doses de Coronavac para aplicação da 2ª dose
Sesau pediu novas doses para completar vacinação em pessoas com a D2 atrasada
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE