PUBLICIDADE

Após esfaquear mulher 15 vezes na frente de bebê, marido jogou faca em telhado

| MIDIAMAX


Faca usada no crime estava em telhado de residência do casal. - (Foto: Divulgação/ PC Costa Rica)
PUBLICIDADE

Preso após esfaquear a esposa na noite desta terça-feira (6) no município de Costa Rica, distante 384 quilômetros da Capital, o acusado de tentativa de feminicídio desferiu 15 facadas contra a vítima. O momento foi presenciado pelo filho do casal, um bebê de 2 anos. Mandado de prisão preventiva contra ele foi pedido pela Polícia Civil de Costa Rica, por tentativa de feminicídio.

 

Conforme o delegado Caique Ducatti, responsável pelas investigações, a faca utilizada no crime foi apreendida pelo SIG (Sistema de Investigações Gerais) nesta quarta-feira, no telhado da residência do casal. “Estou enviando o inquérito para o Poder Judiciário, representando pela prisão preventiva do autor”, afirma o delegado.

 

A vítima passou por cirurgia e, segundo os médicos que a atenderam, foram 15 perfurações por arma branca. O estado de saúde dela é considerado grave. Já o filho do casal, foi atendido pelo Conselho Tutelar e está sob a responsabilidade de um familiar.

 

As facadas atingiram pescoço, abdômen e tórax da mulher. O Corpo de Bombeiros foi até o local e socorreu a vítima até o hospital da cidade. Posteriormente, o Conselho Tutelar foi acionado e o homem algemado e levado para a delegacia.



LEIA MAIS

MS
Jovem é preso pela PM por tráfico de drogas
Prisão faz parte de uma série de diligências
MS
Mulher é encontrada morta na cama com facada na cabeça em MS
Testemunhas contaram à polícia que viram suspeito saindo do local antes do corpo ser encontrado
MS
Após surtar, homem tenta se matar e ateia fogo na casa onde mora
MS
Polícia prende em flagrante suspeito de roubo e apreende adolescente
MS
Polícia fecha entrepostos de drogas com mais de 140 quilos de maconha em MS
Polícia fecha entrepostos de drogas em Dourados com mais de 140 quilos de maconha
MS
Colisão entre trator e moto na fronteira de MS deixa duas pessoas mortas
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE