Após novo decreto, Vigilância aplicou multa, fechou bares e encerrou festas e jogos clandestinos em Fátima do Sul


PUBLICIDADE

FáTIMA EM DIA

PUBLICIDADE

Após uma semana de vigência do novo Decreto, alterado no dia 19, pela Prefeitura de Fátima do Sul, para conter o avanço do contágio da COVID-19 no município, a Vigilância Sanitária com o apoio das forças de segurança, desenvolveu uma série de ações coordenadas no Distrito de Culturama e na cidade de Fátima do Sul.



De acordo com a Vigilância foram inúmeras pessoas abordadas nas ruas durante o toque de recolher; dispersão de diversas aglomerações em espaços públicos (Orla, Praças Central e do Jardim dos Ipês).



Sem especificar datas e após denúncias de descumprimento de regras de controle e prevenção da Covid-19, a vigilância encerrou 03 festas clandestinas, aplicou multas em 02 estabelecimento comerciais, 10 bares notificados e o1 fechado, além do encerramento de aglomeração referente a jogos clandestinos.

SOBRE O DECRETO


O decreto com vigência até o dia 31 de maio, institui o toque de recolher entre os dias 19 de maio a 31 de maio de 2021, de segunda a sexta-feira das 20h às 5h do dia seguinte e aos sábados das 16h até 5h da segunda-feira, no Distrito de Culturama e em todo território do Município de Fátima do Sul.



Está proibido o consumo de bebidas e alimentos em qualquer estabelecimento, inclusive em vias públicas.



O Decreto também proíbe o funcionamento de mercados e supermercados durante o toque de recolher, ou seja, funcionarão de segunda a sexta-feira até às 20h. No sábado os estabelecimentos deverão fechar às 16hs, e retomar as atividades somente na segunda-feira.



As conveniências, bares, botecos, quiosques e congêneres, bem como os restaurantes, as lanchonetes, trailers-lanches e food-truck ́s poderão funcionar durante o horário do toque de recolher até as 23h, desde que o atendimento seja realizado exclusivamente por meio de entrega (delivery), sendo vedado o atendimento presencial e o consumo local, bem como a aglomeração de pessoas.




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE