PM expulsa cabo reformado que foi preso por tráfico de drogas e de seres humanos


PUBLICIDADE

CAMPO GRANDE NEWS

A Polícia Militar de Mato Grosso do Sul excluiu hoje da Corporação o cabo reformado Vilson de Souza Vilalva, de 50 anos.

Ele foi expulso da PM a bem da disciplina, conforme publicado no Diário Oficial.

Vilalva, que havia sido reformado por problemas psiquiátricos, foi preso em janeiro do ano passado com mais de cem quilos de cocaína, em um veículo Space Fox. A droga vinha da Bolívia.

Antes, em 2006, ele já havia sido preso por envolvimento em uma quadrilha especializada em trazer para Brasil, ilegalmente, trabalhadores vindos da China, o que configura crime de tráfico de seres humanos.

À época, foram detidos na BR-262, próximo a Corumbá, 7 chineses com documentos falsos. Vilson e a empresária Gilma Ramona Martinez Vilalva, 45 anos, foram presos por suspeita de tráfico internacional de seres humanos e encaminhados à Polícia Federal.

Nos recursos apresentado à Justiça, Vilalva alegou ser portador de uma doença psiquiátrica e por isso não teria como ter ciência dos crimes que lhe são imputados.

 




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE