Mulher que teria assassinado homem com machadada alega que filha era estuprada


PUBLICIDADE

EDIçãO DE NOTICIAS

Silvana Pereira de Amorin deve se apresentar ao delegado Amylcar Eduardo Romero, na próxima quarta-feira (13), em Coxim. Ela é suspeita de ter matado o marido, o mecânico José Aparecido dos Santos, de 50 anos, a machadadas na madrugada deste domingo (10), no assentamento Vale do Taquari, em Coxim.

Conforme o delegado, um advogado foi quem informou que Silvana pretende se apresentar. Duas filhas devem acompanhar a mãe na apresentação. Pelo menos uma das filhas estava sendo obrigada a manter relações sexuais com o pai, o que deve ter motivado o crime.

O delegado não descarta a possibilidade das filhas terem participado do crime. Alguns conhecidos da família confirmaram o envolvimento do mecânico com uma das filhas. Uma das pessoas disse ainda que o mecânico ameaçava deixar a mulher para ficar com a filha.

Cena do Crime

O homem foi encontrado caído, com um machado cravado no rosto e muito sangue. Além da cadeira caída junto com o corpo, outras duas cadeiras, dando a impressão de que mais pessoas participaram de uma conversa.

Fora a vítima, mais ninguém foi encontrado na casa, que estava trancada. Entretanto, dentro de um cesto de roupas sujas, a perícia encontrou uma camiseta feminina com respingos de sangue.
 




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE