Polícia Civil já tem informações sobre suspeito de ter estuprado jovem na UFMS


PUBLICIDADE

MIDIA MAX

A Polícia Civil divulgou na manhã de hoje que já possui informações sobre o principal suspeito de ter estuprado nessa segunda-feira uma estudante de química da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) dentro do campus da universidade. De acordo com o delegado da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), o homem tem 29 anos, é morador do Jardim Centenário e possui tatuagens.

Segundo informações do delegado Fernando Nogueira, a polícia chegou até o suspeito devido a informações de um familiar do suspeito que não foi identificado.

Na noite de ontem, policiais civis chegaram a montar uma campana, porém, segundo a Polícia Civil, desencontros operacionais entre as forças policiais teriam afugentado o suspeito. Na casa dele, policiais apreenderam roupas e uma bicicleta que, segundo testemunhas, podem ter sido utilizadas durante o crime.

Segundo informações do delegado, o suspeito tem passagens por homicídio e furto. Ele chegou a ficar preso por cinco anos.

O caso

A estudante foi estuprada na manha dessa segunda-feira, por volta das 8h, quando a vítima se dirigia do bloco 11, onde estuda, para o centro de Ciências Humanas e Sociais. No trajeto existe uma ponte, próximo de onde aconteceu o estupro.

No local do crime eram visíveis roupas, um jaleco, livros, e um canivete. A estudante saiu nua da mata, com marcas de cortes nas regiões do pulso e pernas. A polícia ainda não sabe se as marcas são provenientes do canivete, amarras, ou mesmo do ato de sair do matagal, formado por galhos secos.

Protesto

Na tarde de ontem, alunos da universidade fizeram um protesto cobrando mais segurança no campus. Os universitários chegaram a interditar um trecho da avenida Costa e Silva que dá acesso à UFMS.
 




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE