Bolsonaro diz que precisa da PEC dos precatórios para aumentar auxílio


PUBLICIDADE

AGêNCIA BRASIL

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
PUBLICIDADE

Enquanto a Comissão de Constituição e Justiça, no Senado, acompanhava a leitura do relatório da PEC dos precatórios, o Presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer que precisa da medida para garantir o pagamento de R$ 400,00 no Auxílio Brasil.

 

A declaração do presidente foi dada depois que ele deixou a Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira. No plenário da casa legislativa, Jair Bolsonaro recebeu a medalha Mérito Legislativo em sessão solene. De volta ao Palácio do Planalto, a pé e acompanhado pela comitiva e seguranças, Bolsonaro conversou rapidamente com jornalistas. Ainda sobre a PEC dos precatórios, o presidente disse que a ideia não é tirar essas dívidas da União do teto de gastos, mas somente parcelar. Além disso, Jair Bolsonaro disse que teme alterações na proposta, no Senado, o que acarretaria na volta do texto à Câmara e atrasaria na votação.

 

Também aos jornalistas, o presidente confirmou a previsão de se filiar ao PL, Partido Liberal, na próxima terça-feira, dia 30/11, depois que a cerimônia de filiação foi cancelada na última segunda-feira. Lembrando que o presidente está sem partido há dois anos, desde que deixou o PSL.

 

O Presidente Bolsonaro também disse aos jornalistas que não tem poder sobre as decisões da ANVISA, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, mas se diz favorável à abertura de todas as fronteiras do Brasil para favorecer o turismo e, assim, a economia do país.




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE