Operação fecha ruas e 273 policiais fazem buscas em condomínio invadido

Ação conta com apoio de helicóptero, assistentes sociais e Corpo de Bombeiros


PUBLICIDADE

CAMPO GRANDE NEWS

Moradores foram revistados por policiais. (Foto: Polícia Civil)
PUBLICIDADE

A PCMS (Polícia Civil de Mato Grosso do Sul) deflagrou a Operação "Abre-te Sésamo", contra criminalidade dentro do "Carandiru" - um condomínio residencial invadido - localizado no Bairro Mata do Jacinto, região norte de Campo Grande. O local virou um verdadeiro "centro de criminalidade", com registro de venda de drogas, armas e até homicídios, conforme informações policiais. 

 

As ruas ao entorno do condomínio foram fechadas na manhã desta terça-feira (6). Estavam no local desde antes das 6h da manhã 321 agentes da polícia, perícia, assistência social, bombeiros e até um helicóptero. Policiais entraram em unidades para cumprir mandados de buscas. Não havia ainda informações se foram expedidos mandados de prisão. 

 

As investigações se iniciaram em agosto de 2022, quando a 3ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande passou a apurar furtos e roubos ocorridos na região do Prosa. Durante as diligências, foi constatada a existência de um verdadeiro centro de criminalidade no condomínio. "(...) com a prática não apenas de furtos e roubos, mas também de delitos de maior gravidade, como tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo e homicídios", segundo nota que a Polícia Civil divulgou esta manhã.

 

O condomínio foi invadido há cerca de duas décadas, após a falência da construtora responsável pela obra. Conforme a Polícia Civil, outras informações serão repassadas em coletiva de imprensa, às 15h, na Delegacia Geral da Polícia Civil. 

Grupamento aéreo da polícia ajuda em operação no Carandiru. (Foto: Henrique Kawaminami)


Nos siga no




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE