Ana Hickmann pede divórcio e diz que marido tentou lhe dar cabeçada: 'Covarde'

Ao 'Domingo Espetacular', da Record TV, a apresentadora falou sobre a agressão e afirmou ter entrado com pedido de divórcio litigioso e medida protetiva, baseando-se na Lei Maria da Penha


PUBLICIDADE

Ana Hickmann fala ao 'Domingo Espetacular' - REPRODUÇÃO/TV RECORD
PUBLICIDADE

A apresentadora Ana Hickmann contou, neste domingo (26), detalhes do desentendimento que teve com o marido, o empresário Alexandre Correa, durante uma entrevista ao Domingo Espetacular, da Record TV. Na reportagem, a apresentadora falou sobre a agressão e afirmou ter entrado com pedido de divórcio litigioso e medida protetiva, baseando-se na Lei Maria da Penha — que busca proteger a mulher de qualquer violência doméstica e familiar, independentemente do tipo de ameaça, lesão ou omissão.

 

Ana teve uma discussão com o marido na mansão do casal, em um condomínio em Itu, cidade localizada a cerca de 100 km da capital paulista, no dia 11 deste mês. Segundo ela, a briga teria começado após uma conversa sobre mudanças na gestão financeira da família.


"Sempre tive uma conversa muito aberta com meu filho, sobre escola, sobre o dia a dia... Mas por conta dessa conversa e por coisas que aconteceram antes, a briga ocorreu [...] O Alexandre começou a me achincalhar. A briga ficou acalorada", relatou ela na entrevista. "Ele veio para me dar uma cabeçada, sim. Eu peguei o celular e disse para ele: se você vier para cima de mim, eu vou chamar a polícia. Falei uma, duas, três vezes. Ele veio para cima de mim, não me soltava, prendeu a porta no meu braço. Fiquei com medo dele", acrescentou.

 

Após tê-lo avisado por três vezes, a apresentadora finalmente chamou a polícia, que chegou poucos minutos depois. Ela foi escoltada por três agentes até o pronto-socorro.

 

"Mesmo com uma policial feminina ao seu lado, o médico olhar para você e perguntar 'o que aconteceu?' Eu não falei que caí da escada. Eu não menti em momento algum. Mostrei o meu braço e disse que isso daqui é ferimento causado por trauma de porta, fechada no meu braço. Fui fazer radiografia. Eu não quebrei o braço, graças a Deus. Mas fiquei bem machucada", contou Ana, que registrou um boletim de ocorrência contra o marido e prestou depoimento no dia seguinte. "Eu tive o sentimento da vergonha. Eu sentada naquela cadeira, dentro da delegacia. Eu senti muita vergonha. Eu não sabia como eu ia voltar para casa e encontrar o meu menino."

 

Ana Hickmann e Alexandre Correa estão juntos há 25 anos e têm um filho, o pequeno Alezinho, de 9.

 

A apresentadora contou que entrou com pedido de divórcio litigioso na última quarta-feira (22), quatro dias depois da discussão. 

 

"Sim, [dei entrada no pedido de divórcio] pela Lei Maria da Penha, que é muito mais rápido", disse a artista. "A lei está aí para nos proteger. Ela foi criada por conta de uma mulher que foi vítima disso. Ela [a Lei Maria da Penha] me protegeu, sim."

 

Brigas devido a dívidas

 

Segundo a modelo e apresentadora, as constantes brigas entre o casal começaram devido a dívidas acumuladas pelo marido, e que ela desconhecia, por não se envolver com a questão administrativa da empresa deles.

 

"Eu fui tentar entender o que estava rolando. 'Alê, nós somos um time, me fala'. Foi aí que eu comecei a me deparar com grandes mentiras. Ele sempre me falava que estava tudo bem", iniciou Ana.

 

"[A história das dívidas] é verdadeira, sim. Existem. Mas não faço a menor ideia [do valor dessas dívidas]. Eu ainda não cheguei no fundo. Dentro da nossa empresa, ele era a parte administrativa, e eu, a imagem. Eu nunca tive problemas com isso, porque nós saímos do zero."

 

Ana sobre Correa: 'Preconceituoso pra caramba'

 

Ao ser questionada, a apresentadora admitiu que vivia um relacionamento tóxico e abusivo e que Correa era "preconceituoso pra caramba".

 

"O Alexandre sempre teve um temperamento muito difícil, explosivo, agressivo... Nunca tinha sido físico comigo, mas agressividade no momento de falar comigo? Nossa! Muito. Preconceituoso pra caramba", afirmou. 


Nos siga no




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE