Fotógrafo e repórter policial, Adilson Domingos morre após complicações renais


PUBLICIDADE

LIGADO NA NOTíCIA

Adilson Domingos em frente a delegacia exercendo a função de repórter policial (Foto: Arquivo Pessoal)
PUBLICIDADE

Morreu na noite deste sábado (10/2), em um hospital particular de Dourados, o jornalista Adilson Domingos.

 

Também conhecido pelos colegas de profissão, como 'Lente Nervosa', o comunicador estava internado na UTI desde a sexta-feira (9/2), após passar mal com dores abdominais.

 

Na unidade hospitalar foi constatado problemas renais e uma infecção.

Adilson também foi servidor público estadual que integrou os quadros da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul por mais de 15 anos.

 

Natural de São Paulo, onde nasceu no dia 1 de maio de 1968, o jornalista era casado com Joziane Claro.

 

No mandato do ex-prefeito Ari Artuzi, trabalhou no gabinete do prefeito, de quem era seguidor desde o início da trajetória política e a quem serviu também durante o mandato de Artuzi como deputado estadual.


Nos siga no




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE