Jovem vai responder por falsa denúncia após mentir sobre estupro

Rapaz de 23 anos alegou ter sido vítima de violência sexual para sensibilizar a ex-companheira


PUBLICIDADE

CAMPO GRANDE NEWS

Viaturas da Derf durante diligências nas ruas. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)
PUBLICIDADE

Um rapaz de 23 anos foi indiciado por falsa comunicação de crime durante a tarde desta quinta-feira (11), em Campo Grande. De acordo com a Derf (Delegacia Especializada em Repressão a Roubos e Furtos), ele havia registrado boletim de ocorrência sobre um assalto seguido de estupro.

O documento, segundo a Polícia Civil, foi registrado em 19 de maio de 2023. À época dos fatos, o rapaz disse que estava saindo do trabalho quando teve o celular roubado. Na ação, o suposto assaltante teria o rendido com uma pistola e levado até uma casa abandonada, onde outros três indivíduos cometeram as violências sexuais.

Após investigações preliminares, a equipe policial verificou inconsistências nas informações sobre o suposto crime e intimou o homem para prestar mais informações sobre o fato. Depois de três intimações não atendidas, a suposta vítima compareceu à delegacia especializada, onde ainda tentou sustentar a existência do crime, contudo, acabou por confessar que mentiu.

No depoimento, o agora indiciado disse que inventou a história para sensibilizar a ex-companheira na tentativa de reatar seu relacionamento. Segundo o autor, após inventar o fato, sua ex-mulher o acompanhou a um posto de saúde para ser examinado. Durante a consulta, o médico plantonista não constatou qualquer lesão compatível com a história, mas orientou o rapaz a registrar a ocorrência.

Diante dos fatos, o rapaz vai responder por comunicação falsa de crime com pena de um a seis meses de prisão ou multa.


Nos siga no




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE