Rapaz que furtou moto e ‘investiu’ contra a polícia alega dívida e ameaça de morte contra o irmão de 12 anos


PUBLICIDADE

LIGADO NA NOTICIA

Autor sendo socorrido pelo Samu; Foto: Leandro Holsbach/Ligado Na Notícia
PUBLICIDADE

O jovem W.L.G. , de 18 anos, que furtou uma motocicleta do Paraguai na tarde de segunda-feira (24/6), no estacionamento de um mercado atacadista, na região do Jardim Flórida, em Dourados, contou aos policiais que cometeu o crime para pagar uma dívida e alegou ameaça de morte contra o irmão, de 12 [anos].

 

Conforme o boletim de ocorrência, o ladrão saiu da cadeia na última sexta-feira (21/6), e para pagar um homem identificado apenas como Batoré, que reside nas proximidades da Vila Cachoeirinha, ele resolveu furtar a moto. Ele chegou a dizer aos policiais militares que também recebia ameaças de morte.

 

O documento detalha que uma equipe da PM (Polícia Militar) fazia rondas próximo ao mercado, quando foram informados do furto. Os militares foram para o local e se depararam com o indivíduo saindo em alta velocidade e sem capacete.

 

Foi iniciado acompanhamento tático e solicitado apoio de outras equipes. Para escapar dos agentes, autor seguiu pela Rua Antônio Emilio de Figueiredo, por várias vezes realizou frenagem defronte à viatura a fim da viatura perder a aceleração.

 

Num determinado momento o autor pegou sentido Rua Barão do Rio Branco, fazendo a mesma manobra de reduzir a motocicleta na frente da viatura, quando não deu tempo e acabou atingido e caiu. Ainda conforme o registro policial, o rapaz fugiu a pé pela Rua Cuiabá, sentido área de mata, e por diversas vezes foi orientado a parar, não sendo acatada as ordens, empreendendo fuga com as mãos na cintura segurando algum objeto.

 

Já dentro da mata, o autor foi alcançado pela Polícia Militar e ao pedir para que erguesse as duas mãos, ele não obedeceu, deixando uma na cintura. Até que virou de costas para os militares e ao virar tentou acatar os policiais com uma faca.

 

Ele então foi baleado na perna esquerda e socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) até o HV (Hospital da Vida). A reportagem apurou que o indivíduo responderá pelos crimes de furto, danos, resistência, desobediência e tentativa de homicídio, isso porque ele ‘investiu’ contra a equipe policial.


Nos siga no




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE