PUBLICIDADE

FFMS diz que Delcídio foi infeliz em declaração

| MS ESPORTE


A declaração do Senador Delcídio do Amaral(PT)sobre a possível mudança de direção do futebol sul-mato-grossense, publicada pelo site Ivinoticias não foi bem digerida pela Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS). Essa foi a impressão passada hoje (22) à tarde, quando o presidente Francisco Cesário se negou a conceder entrevista à reportagem da capital. Aliás, ele se nega a conversar com a imprensa no momento.

Com o silêncio de Cesário, sobrou para o vice-presidente executivo Marco Antonio Tavares falar em nome da entidade. Segundo Tavares, a FFMS vê como "infeliz" a declaração dada pelo senador, algo reforçado pelo presidente do Aquidauanense, João Garcia, que chegou à sede da federação no momento em que Tavares conversava com a reportagem.


Já quanto a suposta conversa de Delcídio com o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, o vice da FFMS se mostrou irritado com o senador, rebatendo a reportagem com outra pergunta: "de onde ele tirou isso?". Conforme Tavares, Ricardo Teixeira conversou com Francisco Cesário e negou tal contato. Mesmo assim, Cesário viajará em breve ao Rio de Janeiro para conversar com Teixeira.


Para apontar provas da força de Cesário, Tavares diz que o presidente foi eleito pelo voto dos presidentes dos clubes do Estado, algo que demonstra claramento o total apoio dos clubes e dirigentes à atual administração da FFMS. Ainda presente no local, João Garcia confirmou tal afirmação.


Questianado se a FFMS tinha alguma opinião sobre a declaração do senador, Tavares foi curto e grosso: "não achamos nada. Quem tem que achar algo é o Delcídio". O dirigente também afirmou que Delcídio ainda não fez nenhum tipo de contato com a federação.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE