Alemão acredita que poderá superar Messi


PUBLICIDADE

ESPORTE MS

Mesut Oezil, meia da seleção da Alemanha que recebe o apelido de "Messi" de seu país, disse nesta sexta-feira que quer ganhar o verdadeiro Lionel Messi e a Argentina, no sábado pelas quartas de final da Copa do Mundo.

"Muitos na equipe me chamam de Messi", admitiu Oezil em declarações ao jornal alemão Bild desta sexta-feira. "Este é o meu apelido", mas "quero vencer Messi e queremos vencer a Argentina", acrescentou.

Oezil, de 21 anos, é candidato a ganhar o prêmio de revelação desta Copa, mas o alemão de origem turca está concentrado apenas em chegar às semifinais do Mundial após a partida entre os comandados de Diego Maradona na Cidade do Cabo.

"Estou convencido de que podemos vencê-los. Podem apostar em nós", disse o jogador, que mostrou saber que a partida contra a Alviceleste não será fácil.

"Eles serão difíceis de ganhar, mas não tenho medo, estou concentrado na partida", ressaltou o jogador do Werder Bremen. "A Argentina tem muitos jogadores do melhor nível mundial que quero enfrentar", afirmou o meio-campo.

Já Michael Ballack, que não disputa esta Copa do Mundo por causa de uma contusão, considera que a seleção de seu país vai vencer o jogo das quartas de final por 3 a 1, depois de ter chegado esta sexta-feira à África do Sul.

"Não tenho conselho algum a dar para a equipe. Está tudo muito bem, o que fizeram até agora é fantástico", declarou Ballack. "Nestas condições, temos chances contra a Argentina e prevejo um 3-1", acrescentou.

Ballack, de 33 anos, se juntou aos seus companheiros da seleção alemã na Cidade do Cabo e ficará na tribuna do estádio no sábado.

Se a Nationalmannschaft se classificar para as semifinais, o novo jogador do Bayer Leverkusen se hospedará no hotel do subúrbio de Pretória onde a seleção está concentrada desde o início do torneio.


Nos siga no




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE