IVINHEMA: Homem morre envenenado e falta de exame vai tirar corpo de velório


PUBLICIDADE

IVINOTICIAS

Por volta das 15h30min a policia civil de Ivinhema foi informada através de telefone, pelo enfermeiro de plantão do hospital municipal Saulo Ferreiro do Prado que por voltas das 09h45min, uma pessoa identificada pelo nome de Ailton Pereira de Sousa de 52 anos morador do sitio São Jorge da Gleba Vitoria, teria dado entrada no hospital com sintomas de intoxicação por agrotóxico, e que após ser feito os primeiros socorros, devido à gravidade, a vitima foi transferida para a cidade de Dourados-MS, pela ambulância e em companhia do Dr. Rene, medico que o atendeu, um enfermeiro e um irmão da vitima e ao chegar próximo a cidade de Gloria de Dourados a vitima veio a óbito, e no mesmo momento o policial civil de plantão também ficou sabendo que o corpo já estava na funerária, e de imediato o policial se deslocou até o hospital municipal que em entrevista com o enfermeiro e o médico de plantão estes informaram que a vitima chegou com sinais vitais e que tinha dito aos mesmos que havia tomado um copo de agrotóxico, de nome “glifosato” que conforme apurou o site Ivinoticias que é comercializado pela Monsanto com o nome de Randup, e logo após o plantonista comunicou o delegado de plantão, que determinou o registro de boletim de ocorrência e expedição de requisição de exame necroscópico.
A policia civil foi à funerária e constatou que o corpo já estava sendo velado pelos parentes e amigos, a policia civil foi ate a residência do juiz da comarca de Ivinhema e comunicaram que seria indispensável à realização de exame necroscópico e, portanto, haveria a necessidade de retirada do corpo do velório, sendo referida autoridade comunicada verbalmente que seria tomada esta providencia.
Já em conversa com a filha da vitima, de nome Adriana, os policiais foram informados que o copo, com o qual, a vitima ingeriu o agrotóxico, havia sido jogado dentro de uma fossa, pela sua genitora, esposa da vitima.
A reportagem do site Ivinoticias esteve na funerária e a família esta revoltada com a situação e o constrangimento no momento de dor ainda ter que passar por esse tipo de situação.


Nos siga no




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE