Brasileira é presa na Itália suspeita de manter esquema de prostituição


PUBLICIDADE

FOLHA

Uma brasileira de 35 anos foi presa na cidade de Tropea, na Calábria, sul da Itália, suspeita de promover encontros sexuais com um transexual, informaram hoje as autoridades locais.
Moradora de Piacenza, a mulher --identificada como Diana Lopes-- tinha alugado uma casa no centro do município para a realização de programas. Para despistar as autoridades, o local era apresentado como uma casa de massagem.
Os clientes agendavam os encontros e efetuavam o pagamento via internet. O transexual, cujo nome não foi divulgado, também seria brasileiro.
De acordo com a imprensa local, após suspeitarem do estabelecimento, policiais disfarçados de clientes realizaram investigações por cerca de uma semana.
A mulher estaria agora detida na prisão feminina da região de Reggio Calábria, à espera da decisão das autoridades sobre o caso. O transexual, por sua vez, deverá ser deportado.


Nos siga no




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE