Corinthians empolga, faz três, amplia tabu e deixa São Paulo ameaçado


PUBLICIDADE

TERRA

O tabu persiste. Neste domingo, o Corinthians recebeu o São Paulo e fez 3 a 0, com grande atuação de todo o grupo, sobretudo de Elias. O Pacaembu só não viu uma goleada porque Rogério Ceni impediu. O resultado garante a manutenção do jejum de vitórias da equipe do Morumbi no clássico com o rival (dez partidas). A última derrota corintiana ocorreu em 11 de fevereiro de 2007, há 1296 dias.

De quebra, o Corinthians segue invicto no Pacaembu em 2010. A equipe do Parque São Jorge segue na vice-liderança do Campeonato Brasileiro, agora com 31 pontos. A diferença para o líder Fluminense caiu para dois pontos, devido ao empate carioca com o Vasco.

Já o São Paulo se vê mais próximo da zona do rebaixamento. São 17 pontos na 15ª colocação, além da sexta derrota no torneio.

O clássico contou com presenças ilustres nas arquibancadas, além dos mais de 30 mil torcedores. O técnico da Seleção Brasileira e ex-comandante do Corinthians, Mano Menezes, conferiu a partida, e o atacante Ronaldo apoiou seus companheiros de time enquanto não recupera a forma física.

Elias comanda

O Corinthians levou perigo ao gol adversário com apenas 45s de jogo. Jorge Henrique cruzou e Rogério Ceni defendeu com o pé. O São Paulo enfrentava dificuldades para sair de seu campo de defesa, e era sufocado antes do meio de campo. Aos 6min, William desviou cruzamento pela esquerda e obrigou Ceni a fazer grande defesa. Dois minutos depois, Jorge Henrique recebeu boa bola pela direita, mas furou na hora de fazer o cruzamento.

O Corinthians apostou nas costas dos laterais do São Paulo, especialmente de Júnior César. O primeiro lance de perigo da equipe tricolor saiu aos 10min, em chute de Ricardo Oliveira que foi facilmente defendido por Julio César. Os alvinegros seguiram com a posse de bola, mas quem levou mais perigo foi o adversário. William perdeu a bola e R. Oliveira arrancou pela esquerda, chutando para fora.

A resposta do Corinthians saiu aos 19min, em bela cabeçada de Iarley após cruzamento de Jorge Henrique que passou perto do travessão. O gol corintiano finalmente saiu aos 21min, em belo chute de Elias, que aproveitou a desatenção da marcação são-paulina para acertar o canto esquerdo de Ceni.

Quatro minutos depois, o time do Morumbi ameaçou o gol de Júlio César em cobrança de falta do goleiro são-paulino, que passou rente ao travessão. Com vantagem, o Corinthians seguiu com a posse da bola, mas pecava nos erros de passe. Aos 39min, Jean cobrou falta da intermediária e mandou por cima do gol corintiano.

Cinco minutos depois, o time alvinegro ampliou. Jorge Henrique aproveitou falha na marcação são-paulina e cruzou na área. Elias antecipou-se à zaga e completou para fazer seu segundo gol no jogo.

Jucilei completa

A partida recomeçou morna após o intervalo, mas a torcida do São Paulo tomou um susto aos 4min. Miranda tentou cortar lançamento de cabeça e por pouco não fez gol contra. O zagueiro novamente quase marcou contra o próprio patrimônio dois minutos depois, ao cortar passe de Bruno César.

O São Paulo voltou com Richarlyson e Marcelinho no meio de campo, e amenizou os problemas no setor. A saída de bola seguiu deficiente, mas a criação ganhou novo fôlego. A primeira boa chance ofensiva do time tricolor no segundo tempo saiu em chute de fora da área do garoto Marcelinho, que foi por cima do travessão aos 14min.

O Corinthians só voltou a fazer Rogério Ceni trabalhar aos 19min, quando Jorge Henrique girou sobre a marcação e obrigou o goleiro a defender com segurança. O jogo ficou mais equilibrado, com as equipes abusando nos erros de passe. Aos 25min, Bruno César chutou de voleio após cruzamento de Jorge Henrique, e só não fez um golaço porque Ceni fez boa defesa.

Na sequência, Jucilei cabeceou após cobrança de escanteio e marcou o terceiro gol corintiano. Após o gol, o ímpeto ofensivo do São Paulo se reduziu a quase zero. O time alvinegro passou a tocar a bola com tranquilidade no meio de campo, enquanto sua torcida cantava "olé".

Aos 40min, o time do Morumbi tentou boa chance com Xandão, mas Julio César pegou. O Corinthians ficou perto do quarto gol dois minutos depois, quando Alessandro chutou na entrada da área e Ceni fez excelente defesa. O São Paulo buscou o gol de honra nos instantes finais, mas não venceu o goleiro corintiano.

FICHA TÉCNICA

Corinthians 3 x 0 São Paulo

Gols
Corinthians: Elias (2), aos 21min e aos 44min do 1º tempo, e Jucilei, aos 26min do 2º tempo


Pontos Fortes do Corinthians
Equipe alvinegra engoliu o São Paulo no primeiro tempo, tomando conta do meio de campo e fazendo dois gols com facilidade.

Goleiro Júlio César impediu as poucas chances ofensivas do São Paulo

Jorge Henrique caiu bem pelas laterais e deu trabalho à defesa são-paulina

Ponto Forte do São Paulo
Goleiro Rogério Ceni fez ótimas defesas e impediu uma goleada no Pacaembu .

Ponto Fraco do Corinthians
No início do primeiro tempo, a defesa se mostrou desatenta, e não tomou gol pela falta de pontaria dos atacantes do São Paulo.

Pontos Fracos do São Paulo
Novamente a equipe demonstrou falhas na marcação pelas laterais, especialmente nas costas de Júnior César.

O time não teve saída de bola durante o primeiro tempo e foi incapaz de passar pela marcação corintiana no meio de campo

Responsáveis pela criação, Marlos e Cléber Santana pouco apareceram

Ricardo Oliveira e Fernandão jogaram isolados do meio de campo e receberam poucas bolas

Personagem do jogo
Elias: marcou dois gols no primeiro tempo e teve grande atuação contra a marcação são-paulina.

Esquema Tático do Corinthians
4-4-2
Julio Cesar; Alessandro, Chicão, William e Roberto Carlos (Edu); Ralf, Elias (Paulinho), Jucilei e Bruno Cesar; Jorge Henrique e Iarley (Souza). Técnico: Adilson Batista

Esquema Tático do São Paulo
4-4-2
Rogério Ceni; Jean, Xandão, Miranda e Junior Cesar (Sergio Mota); Casemiro, Rodrigo Souto (Richarlyson), Cleber Santana e Marlos (Marcelinho); Fernandão e Ricardo Oliveira. Técnico: Sérgio Baresi

Cartões amarelos
Corinthians: Jucilei
São Paulo: Miranda

Árbitro
Wilson Luiz Seneme (SP)

Local
Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)


Público
30.632 torcedores


Nos siga no




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE