Azambuja já tem um escolhido e outros secretários serão anunciados só em dezembro


PUBLICIDADE

O governador eleito, Reinaldo Azambuja (PSDB), prometeu anunciar de uma só vez o quadro de secretários da gestão dele em Mato Grosso do Sul. Porém, já definiu um nome para a pasta de Educação ou Assistência Social, o da vice-governadora Rose Modesto (PSDB).


“Vai depender da preferência dela. Nós queremos ela trabalhando no governo e tendo função. O vice assume em uma eventual licença do titular. Mas, queremos ela trabalhando com a gente no governo”, justificou.

Azambuja fez questão de dizer que não há nenhuma definição de nomes além de Rose e que no momento tudo não passa de especulação. Ele não confirmou nem a ex-secretária de Educação de Campo Grande, Maria Cecília Amendola, e o ex-presidente da Funesp e presidente do PSDB em Campo Grande, Carlos Alberto de Assis, em secretarias.


“Por enquanto tudo é especulação. Se você for levar em conta o que estão dizendo, vai ter um monte de secretários. A Rose é a única que foi convidada até o momento”, garantiu o novo governador.


Azambuja ainda não se reuniu com lideranças de partidos para discutir secretarias. A conversa com os partidos ficou restrita apenas a pedido para que ajudem com indicações para a equipe de transição, o que não significa a garantia de participação na gestão. Ele confirmou que pediu para DEM, Solidariedade, PSD e PPS indicarem um representante para a equipe de transição, que será anunciada na próxima semana.


Nos siga no




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE