Cadeirante, morador da Cidade de Deus, não consegue ir à escola


PUBLICIDADE

Eliane Correa Malaquias, de 40 anos, moradora da Rua 13, na Cidade de Deus, em campo Grande, reclama que toda vez que chove sua casa fica cercada de água, fato que a impede de sair de casa. O agravante é que seu filho, de 13 anos, é portador de necessidades especiais e, por isso, utiliza cadeira de rodas para se locomover.


“Meu filho não consegue ir à escola porque fica tudo cercado de água. A cadeira de rodas não consegue transitar, pois se forma um pequeno lago aqui”, destaca.


Eliane diz, ainda, que a água traz um mau cheiro para o bairro, pois há muitos animais que urinam e defecam lá. “Além de ficar difícil a locomoção, há o risco sério de se contrair doenças nessa águ”, frisa.


Os vizinhos de Eliane reforçam as reclamações sobre a inundações em dias chuvosos. Segundo os vizinhos, as crianças ficam muito expostas a doenças pois brincam o tempo todo e pisam na água.


Por sua vez, a Prefeitura de Campo Grande foi procurada para comentar se há alguma previsão de pavimentação ou de drenagem nas ruas da Cidade de Deus, contudo, até o fechamento deste texto, não retornou os questionamentos.


Nos siga no




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE