IVINHEMA: Mães protestaram na saúde por falta de remédios para alunos da APAE 

Mães sem condições para comprar remédios para as crianças especiais têm remédios cortados pela saúde e secretaria se quer recebe as mães para dar uma explicação.


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Um grupo de mães de alunos da APAE de Ivinhema esteve nasecretaria de saúde do município pela manhã desta sexta-feira (05) para tentarfalar e protestar sobre alguns pontos da saúde com a secretaria de saúde AnaClaudia Costa Bühler, no qual segundo funcionários a mesma não estava no local,por estar viajando.


A falta de competência e vontade de resolver algumas questõesna saúde do município é evidente e constante, por parte da secretaria nestaadministração, fato que revoltou as mães já que a secretaria foi procurada poruma representante há mais de 20 dias, sendo que não teve nenhum retorno ouresposta, mesmo tentando por diversas vezes contato.


Nesta sexta as mães resolveram se reunir com um grupo de irpelo menos protocolar os pedidos, a reportagem acompanhou o fato, mas mesmodiante de varias mães alguns funcionários se negaram a receberem e se quer daruma explicação, depois de quase 30 minutos de espera foi protocolado odocumento e dois funcionários tentaram justificar a falta da secretaria e marcaramuma data na próxima semana para a secretaria atender as mães.


Outro protocolo foi entregue na prefeitura e foi recebidopelo chefe de gabinete, que informou que passara as reivindicações na terça-feira(09) e depois entrará em contato com as mães.


Conforme apurou o Site Ivinoticias, no protocolo entregue assecretaria de saúde e para o prefeito de Ivinhema as mães reivindicam,conseguir a medicação e a quantidade adequada ao uso prescrito pelo medico, amudança constante dos médicos, prejudicam o tratamento  dos filhos, o cancelamento das consultas noultimo momento por questões internas da secretaria, a não continuidade dostratamentos bem como os retornos, assim dificultando a recuperação, entreoutras reclamações e reivindicações.


As mães espera que seja feito algo para melhorar estas questõesna saúde e também o atendimento dos funcionários que muitas vezes não sabem lidarcom os usuários. Os funcionários não quiseram da saúde não quiseram falar sobreo caso.


Nos siga no




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE