Em 'roleta russa' pai mata filho de 5 anos


PUBLICIDADE

Um homem de 31 anos está sendo acusado de ter atirado contrao próprio filho de aproximadamente 5 anos e posteriormente jogar a criançaainda viva em uma mata, em Coronel Sapucaia, fronteira com o Paraguai.


O fato aconteceu no início da noite desse sábado, 6 dedezembro, na região da Vila Nova, na periferia da cidade.


Segundo a Polícia Militar, informações repassadas por umaenteada do acusado. uma adolescente de 17 anos, que teria testemunhado einclusive quase se tornado vítima também, José Ladi Vilhagra Barboza, de 31anos, teria efetuado um disparo contra a região do abdome, próximo ao tórax dopróprio filho.


Segundo relatos da testemunha à polícia, após atirar contrao garoto, José Ladi teria apanhado o menino e adentrado em um matagal que daacesso a uma “grota” de grande profundidade situada nas proximidades,localidade conhecida como “Buracão” e voltado sem a criança.


De acordo com a Polícia Militar, depois de desaparecer com acriança, José Ladi teria fugido, mas ao retornar na vila onde mora, acaboudetido e agredido pelos próprios moradores, que o entregaram à polícia.


Segundo a Polícia Militar, ao ser detido o acusado, queestava de posse da arma que teria usado para atirar no filho, um revólvercalibre 38, e também de posse de dez munições do mesmo calibre, sendo que umadelas estava deflagrada, dizia coisa com coisa devido o elevado estado deembriagues que se encontrava.


Uma equipe do Corpo de Bombeiros de Amambai foi acionada erealizou buscas na região para onde José Ladi teria seguido com o filho, masnão encontrou sinais do menino.

Criança foi encontrada morta


Ao tomar conhecimento do caso equipes do Corpo de Bombeirosdo 2º Subgrupamento, com sede em Amambai e das polícias, Civil e Militar deCoronel Sapucaia, com apoio da população local, realizaram buscas na matadurante a noite, na madrugada e na manhã desse domingo (7) na tentativa deencontrar o garoto, que só foi localizado no final da manhã desse domingo jásem vida.

Poderia ter matado a enteada


Segundo o delegado titular de Polícia Civil de CoronelSapucaia, Dr. Roberto Duarte Faria, que está atuando no caso, José Ladi teriafeito “roleta russa” com o filho e a enteada.


De acordo com o delegado, o acusado teria colocado umamunição no tambor do revólver e a primeira a ter a arma apontada em sua direçãoteria sido a enteada.


Ladi teria puxado o gatilho em direção da garota, mas a armanão disparou, já ao apontar contra o menino a arma teria vindo a disparar.


Segundo Dr. Roberto Faria, ao ser indagado na manhã dessedomingo sobre a motivação do ocorrido, José Ladi Vilhagra teria se resumido arelatar que era “efeito da cachaça”.


Por motivos de segurança, já que o crime gerou revolta napopulação local, o acusado foi encaminhado para Amambai, sede da comarca, ondesegundo, Dr. Roberto Faria, foi autuado em flagrante por homicídio qualificadoe ocultação de cadáver.


De acordo com a polícia a mãe do garoto não estava na casana hora que ocorreu o fato.


Nos siga no




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE